sicnot

Perfil

País

Buscas por mergulhador desaparecido retomadas esta manhã

As operações de busca para encontrar o homem desaparecido segunda-feira no mar na zona de Paço de Arcos, Oeiras, vão ser retomadas hoje pelas 08:00, disse à Lusa fonte da Polícia Marítima.

SIC

De acordo com a mesma fonte, as buscas serão realizadas "por terra e por mar", embora não tenha especificado quantas pessoas vão estar envolvidas na operação.

Um praticante de mergulho está desaparecido desde as 06:00 de segunda-feira, tendo o alerta sido dado cerca das 07:00 por dois amigos que estavam também a mergulhar para a apanha de bivalves.

"O alerta foi dado pelos companheiros de atividade que, à hora marcada para virem à superfície, deram conta de que o outro elemento não apareceu", disse à Lusa o comandante da Polícia Marítima de Lisboa, Malaquias Domingues.

Na segunda-feira foram deslocadas para o local duas embarcações para buscas à superfície junto à margem e mergulhadores. Esteve também envolvido na operação um helicóptero da Força Aérea, durante cerca de uma hora.

As operações de busca por mergulho para encontrar o homem de 36 anos desaparecido foram suspensas pelas 19:15 de segunda-feira.

O caso será remetido para o Ministério Público, por se tratar de um incidente "no qual poderá estar envolvida uma morte, agravado por tratar-se de uma atividade ilícita", já que o homem estava, com dois amigos, a fazer mergulho para a apanha ilegal de bivalves.

Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • Mais de 120 pessoas com hepatite A
    2:23

    País

    O surto de hepatite A já infetou 128 pessoas, 60 das quais estão internadas em hospitais de Lisboa e Coimbra. A Direção-Geral da saúde recomenda a vacinação apenas aos familiares dos doentes. Apesar de não haver ruptura de stocks, há farmácias que não têm vacinas.

  • Sobreviventes de Mossul relatam mutilações e execuções do Daesh
    1:32