sicnot

Perfil

País

Paulo Portas garante que nos próximos 4 anos não se vai ouvir falar de troika

Paulo Portas garante que nos próximos 4 anos não se vai ouvir falar de troika

Paulo Portas promete que nos próximos 4 anos não se vai ouvir falar de troika e diz que a próxima legislatura tem de ser mais social. Em entrevista exclusiva à SIC, o vice-primeiro-ministro diz que o Governo deve um enorme obrigado ao país.

  • Paulo Portas diz que o Governo deve um grande obrigado a Portugal
    33:26

    País

    Paulo Portas promete que nos próximos quatro anos não se vai ouvir falar de troika e refere que a próxima legislatura tem de ser mais social. O vice-primeiro-ministro, em entrevista exclusiva à SIC, disse ainda que o Governo deve um enorme obrigado ao País. Portas responsabilizou o Partido Socialista pelo desemprego, argumentando que foi o partido que "trouxe o resgate, o memorando e a recessão a Portugal", e considerou que a criação de postos de trabalho está numa tendência "mais positiva". Paulo Portas garante ter confiança em Pedro Passos Coelho e admite pagar o preço por ter voltado atrás numa decisão irrevogável. Revela ainda ter uma relação bem-disposta com Maria Luís Albuquerque. Questionado sobre a disponibilidade do CDS para um eventual governo com o PS, Portas diz que há obstáculos a separar entendimentos. Um deles é a posição do partido sobre a crise grega.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.