sicnot

Perfil

País

Trabalhadores que recuperam dívidas à Segurança Social em greve dia 31

Os trabalhadores do Departamento de Gestão da Dívida do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social (IGFSS) marcaram nova greve para dia 31 em defesa de uma carreira adequada às suas funções e melhores condições de trabalho, foi divulgado esta terça-feira.

(Arquivo)

(Arquivo)

De acordo com um comunicado do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (Sintap), que já emitiu o pré-aviso de greve, os trabalhadores do departamento de Gestão da Dívida (DGD) do IGFSS consideram que os motivos que levaram à greve de 30 de junho mantêm-se, dado que o Governo e o conselho diretivo não responderam às suas reivindicações e pedidos de reunião.

Estes funcionários públicos queixam-se da degradação do serviço por falta de recursos humanos, de baixas remunerações e da falta de uma carreira adequada às funções que desempenham.

"Os trabalhadores do DGD do IGFSS exigem a rápida abertura de um processo negocial que permita a discussão de todos os problemas que os afetam atualmente, considerando que as especificidades e a relevância das funções que desempenham deverão conduzir à criação de uma carreira especial, à semelhança do que aconteceu no decurso do último ano a várias carreiras técnicas de diversos organismos do Estado", diz o comunicado do SINTAP.

No início deste ano foram criadas carreiras especiais para os técnicos superiores da Direção-Geral do Orçamento (DGO), da Direção-Geral de Tesouro e Finanças (DGTF) e do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais (GPEARI) do Ministério das Finanças e foi anunciada a criação de uma carreira especial para os técnicos superiores do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo o Sintap, nas secções de Processos do DGD, o rácio de cobrança por trabalhador ronda os 3 milhões de euros anuais.

Os cerca de 100 técnicos superiores do DGD dedicam-se, a nível distrital, à recuperação de dívidas à Segurança Social e "ganham em média 1.100 euros".

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.