sicnot

Perfil

País

Miguel Albuquerque internado de urgência no hospital do Funchal

O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, deu hoje entrada no serviço de Urgências do Hospital do Funchal e será submetido a uma intervenção cirúrgica para retirar de um cálculo renal, informou a presidência do executivo.

(Lusa/ Arquivo)

A nota emitida diz que Miguel Albuquerque "será sujeito, durante o dia de hoje, a uma intervenção cirúrgica para eliminação de um cálculo renal".

A informação adianta que a cirurgia será efetuada com "caráter de urgência" no hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, e que a direção clínica desta unidade vai emitir um boletim clínico pelas 12:30.

Esta situação acontece cinco dias antes da festa anual do PSD/Madeira, que está marcada para domingo e que deverá contar com a presença do líder nacional do partido e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

Lusa

  • Pedro Passos Coelho elogia Miguel Albuquerque
    2:28

    País

    No último dia de visita à Madeira, Pedro Passos Coelho elogiou Miguel Albuquerque. No entanto, o primeiro-ministro lembrou que a região tem de manter as finanças públicas em ordem. Passos Coelho foi, também, ao Porto Santo que não recebia a visita de um primeiro-ministro há 23 anos.

  • PM disponível para rever Programa de Assistência da Madeira
    2:00

    Economia

    Pedro Passos Coelho está no Funchal para uma visita de dois dias. O chefe do Governo mostrou disponibilidade para rever o Programa de Assistência Económica e Financeira da região autónoma. O primeiro-ministro e Miguel Albuquerque anunciaram, por outro lado, o desbloqueio de 43 milhões do Fundo de Coesão para a Madeira e há novidades no preço das viagens de avião entre a ilha e o continente para residentes, estudantes e pessoas doentes.

  • Dono de submarino é o único suspeito da morte de jornalista sueca
    1:51

    Mundo

    A polícia dinamarquesa confirmou que o corpo decapitado encontrado junto ao mar, perto de Copenhaga, é o da jornalista sueca desaparecida há mais de 10 dias. Kim Wall estava a fazer uma reportagem sobre um submarino artesanal com o criador, que é agora o principal suspeito do crime. Parte do corpo foi encontrada na segunda-feira e identificada através de exames de ADN.