sicnot

Perfil

País

Mulher morreu no rio Mondego em Coimbra

Uma mulher com cerca de 25 a 30 anos de idade morreu hoje, aparentemente por afogamento, no rio Mondego, perto da estação de caminhos de ferro de Coimbra (Estação Nova), disse fonte dos bombeiros.

Google Maps

O alerta para a presença de um corpo no rio, junto à margem esquerda, foi dado pelas 14:50 mas os bombeiros e os meios do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), chamados ao local, fizeram buscas e "não encontraram nada", disse fonte da Companhia de Sapadores de Coimbra.

Os bombeiros acabariam por se dirigir à margem direita, onde já estava a PSP "e um corpo no rio, a boiar", que os mergulhadores dos Sapadores Bombeiros retiraram da água, tendo sido efetuadas manobras de reanimação, "durante cerca de 30 minutos", sem sucesso, adiantou.

O óbito acabaria por ser declarado no local mas a fonte afirmou desconhecer as causas do acidente.

"O cadáver não apresentava rigidez mas não sabemos há quanto tempo estava na água", declarou.

No local estiveram cinco homens e duas viaturas dos Bombeiros Sapadores, uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) e uma ambulância do INEM e a PSP, que tomou conta da ocorrência.

Lusa

  • Polícia procura condutor da carrinha e outros dois suspeitos
    1:08
  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.

  • Um encontro português (e inesperado) em alto mar
    2:38