sicnot

Perfil

País

Passos pela primeira vez na festa do PSD/Madeira no Chão da Lagoa

O presidente do PSD e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, participa este domingo pela primeira vez na festa anual do PSD/Madeira, na herdade da Fundação Social Democrata do Chão da Lagoa, nas serras sobranceiras do Funchal.

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

HOMEM DE GOUVEIA

Esta é considerada a maior concentração popular na ilha da Madeira, que teve como mentor o ex-líder insular Alberto João Jardim e aconteceu pela primeira vez a 18 de maio de 1975, no Chão dos Louros, no concelho de São Vicente.

Também será a primeira ver que o seu sucessor, Miguel Albuquerque, vai marcar presença depois de ter assumido os cargos de presidente dos sociais-democratas madeirenses e de chefe do Governo Regional.

Albuquerque foi operado na passada quarta-feira de urgência para eliminação de um cálculo renal, uma intervenção que decorreu sem incidentes.

Desde 1993 que a festa do Chão da Lagoa se fixou no chão da Lagoa, num espaço da Câmara Municipal do Funchal, tendo sido transferida em 2010 para a herdade da Fundação Social Democrata (FSD).

Em termos de calendário, esta concentração acontece todos os anos no último domingo de julho, tendo sido a única exceção em 2012, quando devido aos graves incêndios que assolaram a Madeira, foi adiada para 09 de setembro.

Ao longo dos anos, nesta festa popular marcaram presença, entre outro, alguns dirigentes nacionais do partido como Francisco Sá Carneiro, Marcelo Rebelo de Sousa, Durão Barroso, Marques Mendes.

Tal não aconteceu nos últimos anos devido às divergências de Jardim com a estrutura nacional do PSD e com Pedro Passos Coelho.

O programa prevê a chegada do líder nacional ao local pelas 11:00, fará o percurso pelas barracas representativas dos concelhos da região, seguindo-se as intervenções políticas (13:00).

A organização informou que serão investidos este ano na realização deste evento cerca de 100 mil euros, o que representa metade do que foi gasto em 2014, um valor que inclui a renda de 25 mil euros para a Fundação Social Democrata.

O responsável mencionou que para a animação musical foram contratados de artistas e grupos madeirenses (mais de 25), que estão "integralmente vendidos 150 autocarros, que vão partir de todas as 54 freguesias da Madeira e o navio que assegura as ligações marítimas com o Porto Santo vai realizar uma viagem num horário que permita a presença de residentes naquela ilha no Chão da Lagoa.

No espaço estarão também montadas mais de uma centena de barracas com barracas com diversões e comes-e-bebes.

Lusa

  • Jovem que morreu numa estância de esqui em Espanha sofreu um aneurisma
    1:26
  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira