sicnot

Perfil

País

Sampaio da Nóvoa diz que Constituição protegeu os portugueses nos últimos quatro anos

O anunciado candidato a presidente da República Sampaio da Nóvoa disse hoje, na Madeira, que a Constituição foi o que mais protegeu os portugueses nos últimos quatro anos, considerando que o problema do país não é constitucional mas político.

Lusa

"Os gestos de proteção dos portugueses [sobretudo os mais desfavorecidos] nestes últimos quatro anos vieram, em primeiro lugar, da Constituição, de decisões do Tribunal Constitucional", disse Sampaio da Nóvoa num encontro com jornalistas em Câmara de Lobos, zona oeste da ilha, no decurso da visita de apresentação da sua candidatura na região autónoma.

O candidato afirmou que os anos de crise provaram que a Constituição da República Portuguesa "tem potencialidades" e que o problema do país é essencialmente político, prometendo, por outro lado, uma maior aproximação aos portugueses no caso de ser eleito presidente da República.

Sampaio da Nóvoa disse que vai colher os ensinamentos das presidências abertas e também admitiu a possibilidade de deslocar temporariamente da Presidência da República para outras regiões do país, de modo a realçar a "ideia de coesão territorial".

O candidato afirmou que será um "presidente territorial", garantindo ao mesmo tempo uma aposta na coesão social, de modo a fazer frente às desigualdades, ao desemprego, ao desperdício de jovens, a desertificação e ao despovoamento.

António Sampaio da Nóvoa vincou que é um candidato extra partidário, mas que também aceita o apoio dos partidos, considerando, por outro lado, que "todas as candidaturas são bem-vindas", desde que venham com a "mesma limpidez" que ele próprio garante imprimir ao processo.

"É importante que o façam com frontalidade e com coragem, isto é, que sejam candidaturas para ser levadas a sério, com determinação, e não apenas jogos ou espetáculos", declarou, realçando que "já começa a ser tarde" para um candidato se apresentar às eleições presidenciais.

Numa resposta à posição do presidente Cavaco Silva sobre a importância duma maioria absoluta nas próximas eleições legislativas, Sampaio da Nóvoa considerou fundamental haver estabilidade na vida pública portuguesa, mas destacou a necessidade de se respeitar os resultados eleitorais.

"Seria extremamente errado, e eu nunca o farei, como candidato a presidente da República, limitar de algum modo, ou condicionar as opções democráticas que os portugueses tomarão em sede de legislativas. A única coisa que digo é que como presidente da República eu saberei interpretar e respeitar os resultados das eleições", afirmou.

António Sampaio da Nóvoa disse, por outro lado, que a revisão constitucional de 2004 encontrou na figura do representante da República para as regiões autónomas um "equilíbrio sensato e moderado", pelo que não irá intervir no seu estatuto no caso de ser eleito presidente.

"Parece-me que a situação atual configura uma situação equilibrada, sem prejuízo de evoluções futuras que possam vir a revelar-se necessárias", declarou.

Sampaio da Nóvoa, cuja visita dois dias à região autónoma passou também pelo Porto Santo, regressa esta quarta-feira à noite a Lisboa.

Lusa

  • "Claramente que há mandantes e que foi uma operação organizada"
    4:14

    Crise no Sporting

    Os 23 detidos por suspeitas de terem participado no ataque à Academia de Alcochete ficaram em prisão preventiva. Miguel Sousa Tavares considera que a decisão "é mais para ser exemplar". O comentador da SIC acredita que há mandantes e que esta foi uma "operação organizada". Sousa Tavares diz ainda que os "políticos não têm coragem para impor as leis" e que em Portugal "brinca-se com a lei".

    Miguel Sousa Tavares

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.

  • Jovem britânico em fuga é detido depois de responder à polícia no Facebook

    Mundo

    Através do Facebook, a polícia de West Yorkshire mostrou-se preocupada perante o desaparecimento de um jovem de 21 anos e pediu por informações que pudessem leva-los a descobrir Leon Smith. Contudo, o que não deveriam estar à espera, era que o próprio desaparecido respondesse na rede social e que desafiasse a polícia a "fazer o seu trabalho". As autoridades acabaram por localizar o jovem no mesmo dia.

    SIC