sicnot

Perfil

País

Passos e Portas apresentam hoje programa da coligação

Os presidentes do PSD, Pedro Passos Coelho, e do CDS-PP, Paulo Portas, vão apresentar hoje o programa eleitoral da coligação Portugal à Frente, às 18:30, num hotel de Lisboa.

Lusa

Passos Coelho tem relativizado a importância deste documento, afirmando que os portugueses já conhecem a estratégia de PSD e CDS-PP para o país, que, no essencial, está inscrita no Programa de Estabilidade para os próximos quatro anos que o Governo apresentou em Bruxelas.

A 03 de junho, quando as linhas de orientação do programa eleitoral de PSD e CDS-PP foram apresentadas, dirigindo-se aos dirigentes responsáveis pela sua elaboração, Passos Coelho recomendou: "Não precisam de se pôr com invenções, não precisam de espremer a imaginação para surpreender os portugueses".

Segundo o chefe do executivo PSD/CDS-PP, esses dirigentes teriam "apenas de se inspirar na estratégia que foi sendo concertada metodicamente nestes anos" de governação.

O plafonamento da Segurança Social e liberdade de escolha na educação deverão constar do programa eleitoral da coligação PSD/CDS-PP, que poderá também conter alterações ao sistema político associadas a uma revisão da Constituição.

Estes princípios foram avançados pelos dirigentes do PSD José Matos Correia e do CDS-PP Assunção Cristas, responsáveis pela coordenação do programa eleitoral da coligação Portugal à Frente, durante um período de respostas a sugestões e perguntas feitas através da rede social Facebook, no dia 27 de junho.

A 11 de julho, Matos Correia e Assunção Cristas adiantaram aos jornalistas outras medidas a incluir no programa eleitoral de PSD e CDS-PP, como a possibilidade de os idosos permanecerem "voluntariamente" ou "em reforma parcial" no mercado de trabalho, e a reposição dos quarto e quinto escalões do abono de família.

A apresentação do programa eleitoral da coligação Portugal à Frente tinha sido inicialmente prometida por Passos Coelho para "o final de junho".

Lusa

  • Vigília à porta da Autoeuropa contra novo horário
    1:13

    País

    Alguns trabalhadores da Autoeuropa fizeram este domingo uma vigília junto à fábrica, contra a imposição do novo horário de trabalho, que começa em fevereiro. Os trabalhadores estão contra essa obrigatoriedade e dizem que é ilegal porque não cumpre as 35 horas de descanso entre turnos.

  • Krovinovic não joga mais esta época

    Desporto

    O futebolista croata Filip Krovinovic lamentou este domingo a lesão nos ligamentos do joelho direito, sofrida no sábado na receção do Benfica ao Desportivo de Chaves (3-0), assumindo a confiança na conquista do quinto campeonato consecutivo pelo clube.

  • Marco Silva despedido do comando técnico do Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva deixou o comando técnico do Watford, anunciou o 10.º classificado da Liga inglesa de futebol no seu sítio na Internet. "Foi uma decisão difícil e não foi tomada de ânimo leve. O clube está convencido de que a contratação de Marco Silva foi a correta e não fosse a abordagem indesejada de um rival da 'Premier League', continuaríamos a prosperar sob o seu comando", lê-se no comunicado do clube.

  • Waris estreia-se nos treinos do FC Porto

    Desporto

    O avançado ganês Majeed Waris, emprestado pelos franceses do Lorient, treinou este domingo pela primeira vez com o plantel do FC Porto, anunciou o líder da I Liga portuguesa de futebol no seu sítio oficial na Internet.