sicnot

Perfil

País

Homem desaparecido na Serra de Aire encontrado morto

O homem desaparecido desde sábado à tarde nas serras de Aire e Candeeiros, no distrito de Leiria, foi esta segunda-feira encontrado, já cadáver, a 50 metros do próprio carro.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

O cadáver do homem de 62 anos, desaparecido quando praticava "geocaching", foi encontrado "às 13:30, a cerca de 50 metros do próprio carro, num local de difíceis acessos e escondido pela vegetação", disse à agência Lusa o comandante da GNR das Caldas da Rainha, Hugo Carneiro.

O homem, procurado desde sábado à tarde, foi encontrado "por um binómio cinotécnico [um militar e um cão de busca] da GNR, a cerca de três quilómetros do Itinerário Complementar (IC) 2 para o interior da serra, na localidade de Ataíja de Cima, no concelho de Alcobaça", precisou o mesmo responsável.

Hugo Carneiro adiantou que "as causas da morte vão ser investigadas" e que o corpo da vítima vai ser transportado para o Instituto de Medicina Legal de Leiria.

O homem, natural e Tomar, foi dado como desaparecido no sábado à tarde, nas serras de Aire e Candeeiros, no distrito de Leiria, quando praticava "geocaching", um jogo tipo 'caça ao tesouro' realizado ao ar livre em que se usa um sistema de navegação por satélite, GPS, para encontrar uma caixa.

O alerta foi dado pela mulher do "geocacher" que estranhou a demora do marido ao deslocar-se para procurar um determinado ponto, numa mata junto IC2.

GNR, bombeiros, Proteção Civil e Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas efetuaram, desde a tarde de sábado, buscas que foram dificultadas pelos declives do terreno e pela densidade da vegetação.

Nas buscas, em que chegou a ser utilizado um 'drone', estiveram hoje envolvidas 11 viaturas e 50 elementos, segundo o Comando Distrital de Operações de Socorros (CDOS) de Leiria.

Com Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.