sicnot

Perfil

País

Fogo em Ourém ameaça três aldeias

Um incêndio que deflagrou hoje numa zona de pinhal no concelho de Ourém ameaçava, cerca das 19:00, três aldeias e estava a ser combatido por 243 operacionais e seis meios aéreos, de acordo com a Proteção Civil de Santarém.

PAULO CUNHA

Em declarações à agência Lusa, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém disse que o fogo "mantém duas frentes ativas que ameaçam as aldeias de Casal de Baixo, Santoeira e Castelejo", todas no concelho de Ourém.

"O vento forte e as projeções das chamas" são as principais dificuldades sentidas no terreno.

O alerta foi dado às 14:39 e, no local, em Valongo, freguesia de Rio de Couros e Casal dos Bernardos, no distrito de Santarém, estão ainda 77 meios terrestres, tendo também sido mobilizados para o local o Grupo de Reforço para Ataque Ampliado de Setúbal, e o Grupo de Reforço para Combate a Incêndios Florestais de Lisboa e Agrupamento Sul.

No total, o balanço da Proteção Civil às 19:00 era de um total de 95 ocorrências por todo o país, sendo que estavam três incêndios em curso que mobilizavam 331 operacionais.

"A Proteção Civil destaca na sua página os incêndios florestais com mais de duas horas ou mais de 10 veículos operacionais ou ainda que envolvam três ou mais meios aéreos pesados".

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.