sicnot

Perfil

País

Mortos nas estradas aumentaram 10% em relação ao ano passado, num total de 277

Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram este ano 277 mortos, mais 25 do que em igual período de 2014, revelou hoje a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

Segundo a ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, as vítimas mortais aumentaram 9,9 por cento, de 01 de janeiro a 31 de julho deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

Os dados da Segurança Rodoviária indicam também que o número de acidentes rodoviários aumentou 5,3 por cento este ano, tendo-se registado 68.845 desastres, até ao final de julho, mais 3.472 do que no mesmo período do ano passado, quando tinham ocorrido 65.373.

Os distritos com mais vítimas mortais, nos primeiros sete meses deste ano, são Lisboa (29), Porto (25) e Coimbra (21).

Os distritos com menos mortos, no mesmo período, são a Guarda (cinco) e Beja (sete).

Também os feridos graves aumentaram, até julho, registando uma subida de quase cinco por cento, ao ficarem gravemente feridos 1.212 pessoas, mais 57 do que no mesmo período do ano passado.

A ANSR adianta ainda que os feridos ligeiros aumentaram ligeiramente, tendo sofrido ferimentos ligeiros 20.447 pessoas, contra as 20.155 de 2014.

As vítimas mortais das estatísticas da ANSR dizem respeito aos mortos cujo óbito ocorreu no local do acidente ou a caminho do hospital.

Lusa

  • As confissões de Sérgio Conceição: do futuro no FC Porto à zanga com Rui Vitória 
    43:14
  • Marcelo descobre que vê mal "ao longe à esquerda"
    2:05

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa recebeu uma declaração dos médicos contra a despenalização da eutanásia. A audiência ao atual bastonário e cinco antecessores acontece a uma semana do tema ir a debate no Parlamento, e no dia em que o Presidente da República foi a estrela do Dia da Segurança Infantil. Marcelo aproveitou para fazer um rastreio à visão e concluiu que tem que estar "atento", à esquerda, ao longe".

  • PS "vai ficar em banho-maria durante anos" por causa de Sócrates
    0:59

    País

    Miguel Sousa Tavares considera que o PS vai ficar em "banho-maria" durante anos por causa de José Sócrates. Em entrevista na SIC Notícias, o comentador criticou os dirigentes socialistas pela forma como se tentaram demarcar do ex-primeiro-ministro e disse que António Costa devia ter tomado uma atitude mais concreta.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC