sicnot

Perfil

País

Mais de três mil bombeiros combateram 134 incêndios até hoje às 18h45

Um total de 3.316 operacionais esteve envolvido até às 18:45 no combate a 134 incêndios que estiveram ativos hoje em Portugal continental, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

No combate aos 134 incêndios, refere a Proteção Civil na sua página na Internet, estiveram também envolvidos 810 meios terrestres e foram usados por 89 vezes os meios aéreos.

Das 134 ocorrências, seis continuam em curso, nomeadamente nos concelhos de Pinhel, Ponte de Lima, Valpaços (com dois fogos), Monção e Ansião.

A Proteção Civil só destaca na sua página na Internet ocorrências com mais de três horas desde o seu início e com mais de 15 operacionais.

Às 18:45, a Proteção Civil informava que não havia "ocorrência significativas ativas".

Das restantes ocorrências, 78 estão dadas como encerradas (quando termina a presença de meios no local), 39 em conclusão (incêndio extinto, com pequenos fogos de combustão), três em vigilância (meios no local para atuar em caso de necessidade), seis em resolução (incêndio sem perigo de propagação para além do perímetro já atingido) e três em alerta (meios em trânsito para o local do fogo).

Segundo a Proteção Civil, das 134 ocorrências registadas até às 18:45, o maior número ocorreu no distrito do Porto com 34 incêndios.

Viana do Castelo, com 13, e Braga, com 12, foram os outros dois distritos onde se registou o maior número de incêndios.

Em quarto lugar, com 10 incêndios, aparecem os distritos da Guarda e de Santarém.

Beja, Castelo Branco, Portalegre e Setúbal foram os distritos onde apenas existiu uma ocorrência até às 18:45.

No mês de julho, segundo as estatísticas da Proteção Civil foram registados 4056 incêndios.

Desde o início de agosto e até terça-feira, foram registados em Portugal continental 515 incêndios.

Os dias 04 e 05 de abril continuam a ser os dias, desde o início do ano, em que foram registados mais incêndios, com 243 e 206, respetivamente.

Lusa

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC