sicnot

Perfil

País

SEF identifica vítimas de exploração em operação contra tráfico de seres humanos

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras identificou 50 pessoas que se supõe serem vítimas de exploração e constituiu arguidos dois suspeitos no âmbito de uma operação de combate a crimes de tráfico de seres humanos, divulgada hoje.

SIC

A operação de combate aos crimes de tráfico de seres humanos, imigração ilegal e angariação de mão-de-obra ilegal na zona Centro do país decorreu na terça-feira, no distrito de Leiria, onde, sob a direção do Ministério Público, foram realizados "18 mandados de busca domiciliária", divulgou o SEF em comunicado.

De acordo com o mesmo documento, as investigações "permitiram apurar a existência de um elevado número de cidadãos estrangeiros, maioritariamente comunitários, a trabalhar na atividade agrícola sem que a respetiva situação laboral esteja devidamente regularizada e a viver em condições pouco dignas, nalguns casos de insalubridade".

Durante a operação "foram identificados cerca de cinquenta cidadãos estrangeiros, sem a respetiva situação laboral devidamente regularizada" e, de acordo com o SEF, encontrada uma "significativa quantidade de documentação, que reforça os indícios de exploração laboral" e "uma substancial quantia monetária na posse de um dos suspeitos".

Na sequência da operação, foram constituídos arguidos dois cidadãos estrangeiros, suspeitos da prática dos crimes em investigação e estão em curso diligências "relacionadas com a adequada sinalização e referenciação de potenciais vítimas da atividade criminosa em investigação", acrescenta o comunicado.

A operação do SEF foi desenvolvida ao longo de cerca de vinte horas e envolveu mais de três dezenas de operacionais daquele serviço.

Lusa

  • Governo lança linha de crédito de 100 M€ para empresas situadas no interior

    País

    As políticas de valorização do interior, tema escolhido pelo primeiro-ministro, António Costa, abriram o debate quinzenal na Assembleia da República. O primeiro-ministro anunciou que o Governo vai lançar uma linha de crédito de 100 milhões de euros destinada exclusivamente a pequenas e microempresas empresas situadas no interior, a par da reprogramação do Portugal 20/20.

    Direto

  • Cachalote-pigmeu morreu pouco tempo depois de dar à costa em Lisboa
    1:13
  • PSD compara SNS a um "cenário de guerra", Centeno desdramatiza
    2:44

    Economia

    O ministro das Finanças esteve esta amanhã no Parlamento e voltou a não comprometer-se com aumentos salariais na função pública no próximo ano. Deu mesmo a entender que a medida não é prioritária. A discussão passou também pelo Serviço Nacional de Saúde. Centeno desdramatizou as carências mas o PSD comparou o que s passa a um cenário de guerra.