sicnot

Perfil

País

Meios portugueses regressam do fogo da região da Extremadura

Os meios portugueses envolvidos no combate ao fogo na província espanhola da Extremadura, dado hoje como estabilizado, vão regressar a Portugal, para responder a emergências florestais em território nacional, adiantou fonte do governo da Extremadura.

MARCIAL GUILLEN

"Os bombeiros portugueses vão regressar devido a algumas emergências florestais em Portugal", disse hoje à agência Lusa uma fonte oficial do Governo Regional (Junta) da Extremadura.

A entidade extremenha que coordena o combate aos incêndios, o Plano de Luta contra Incêndios Florestais da Extremadura (Plan INFOEX) declarou - hoje de madrugada - como "estabilizado" o incêndio da Serra da Gata, o que permitirá o regresso a suas casas dos desalojados na localidade de Hoyos. Estas pessoas regressarão a suas casas ao longo da manhã.

Como medida de precaução, o comando do INFOEX vai manter o Nível 2 de perigosidade do incêndio, "devido ao risco de reactivação do fogo em algum dos pontos do extenso perímetro do incêndio".

Os efetivos do INFOEX seguirão na zona afetada, apoiados por elementos da Unidade Militar de Emergência (UME) e profissionais da comunidade de Castilla-La Mancha.

Os meios aéreos vão continuar a descarregar água sobre as zonas afetadas.

Entretanto, a Guarda Civil espanhola informou que foram reabertos todos os acesos por estrada às populações afetadas pelo incêndio.

Portugal respondeu no sábado a um pedido de ajuda internacional de Espanha, com o envio de uma força conjunta de 104 operacionais e 32 viaturas.

A força conjunta saiu às 18:00 de hoje da Base de Apoio Logístico (BAL) de Castelo Branco.

O fogo, que deflagrou na quinta-feira na Sierra de Gata, consumiu mais de 6.500 hectares e foi combatido por centenas de bombeiros de várias regiões de Espanha, apoiados por 16 helicópteros e aviões de combate a incêndios.

Cerca de 1.000 habitantes da aldeia de Hoyos foram retirados sábado de manhã das suas casas, juntando-se aos cerca de 1.400 retirados na sexta-feira de outras duas aldeias próximas.

Lusa

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.