sicnot

Perfil

País

Ferido grave em incêndio de fábrica em Matosinhos transportado para Hospital de S. João

Um dos feridos graves no incêndio de uma fábrica em Matosinhos foi transportado para o Hospital de São João, no porto, com queimaduras de segundo e terceiro grau, disse à Lusa fonte do INEM.

vítima, um trabalhador de 40 anos, sofreu queimaduras na face e membros superiores, tendo sido entubado e ventilado no local.

O incêndio na fábrica de cortiça em Matosinhos causou ainda mais quatro feridos com queimaduras nos membros superiores e inferiores, tendo dois sido transportados para o Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, um para o Hospital de São João e um para o Hospital de Santo António, também no Porto.

No local estiveram duas VMER, três ambulâncias do INEM, posto da Cruz Vermelha, bombeiros de Matosinhos e Leixões e uma unidade móvel de apoio psicológico.

O alerta foi dado às 17:29 e pelas 18:00 o incêndio na fábrica de rolhas de cortiça da Rua Brito e Cunha, em Matosinhos, já tinha sido dado como extinto.

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.