sicnot

Perfil

País

Comandante nacional diz que muitos incêndios acontecem "por descuido"

​O comandante operacional nacional de operações de socorro da proteção civil, José Manuel Moura, apelou hoje aos portugueses para terem mais cuidado com o uso do fogo no verão, alertando que 90 por cento dos incêndios são de origem humana.

(arquivo)

(arquivo)

Lusa

"Há todos os dias algumas dezenas, centenas de pessoas que, de forma negligente ou descuidada ou por dolo, que colocam fogo na nossa floresta. E isto é um trabalho de todos", disse o comandante da Autoridade Nacional de Proteção Civil, em entrevista à agência Lusa.

José Manuel Moura adiantou que "90 por cento dos incêndios são de origem humana, seja doloso ou por descuido", sublinhando que muitos fogos "são por descuido".

Como exemplo, refere que o usar de maquinaria agrícola pode causar um incêndio.

"Nós temos uma prática do uso do fogo, dos nossos costumes que tem de ser muito repensada, tem de haver muitas ações de sensibilização junto das populações", afirmou.

Dados da ANPC indicam que perto de 40 por cento dos incêndios têm início durante à noite, o que José Manuel Moura considera ser "estranho", uma vez que, a essa hora, "não são de causa natural".

"Temos incêndios a começar à meia-noite, uma, duas, três e quatro da manhã. A todas as horas do dia há o início de ignições. É, de facto, francamente estranho", realçou.

José Manuel Moura considerou também que, "para o combate, era muito importante que todos os que têm apetências para terem ações criminosas no âmbito dos incêndios florestais sejam detidos".

Na semana passada, a GNR indicou que, até 06 de agosto deste ano, já foram detidas 48 pessoas pelo crime de incêndio florestal, mais nove do que em igual período de 2014.

Em declarações à Lusa, o comandante operacional nacional disse também que a "grande dificuldade" que o dispositivo de combate está a encontrar este ano é "a baixa de humidade dos combustíveis finos" (vegetação rasteira), permitindo que "os incêndios, logo na origem tenham uma velocidade de propagação tremenda".

"Em condições normais, a propagação de um incêndio dava tempo ao dispositivo de reagir e resolver mais cedo esses incêndios. Agora se não estamos logo em cima com meios, sejam meios aéreos ou terrestres, a possibilidade de nós o perdermos é grande, sobretudo se há simultaneidade", explicou.

"Havendo 10, 15, 20 grandes incêndios em simultâneo, é evidente que o dispositivo vai dispersando para conseguir chegar a todos, é claro que esta dispersão perde qualidade no combate", acrescentou, destacando a utilização "muito significativa" das máquinas de rasto, que este ano foram utilizadas perto 200 vezes.

Para o comandante, as máquinas de rastos "acabam por ser uma ferramenta muito interessante porque acabam por permitir a abertura de caminhos e de acessos para os operacionais poderem chegar às diferentes frentes de fogo".

Lusa

  • Tomadas medidas para evitar danos ambientais após acidente na barra da Armona
    1:49

    País

    Quatro tripulantes foram transportados para o hospital com hipotermia, depois de terem caído ao mar. A embarcação onde seguiam, e que faz trabalhos de reposição de areias, virou-se esta manhã, na ilha da Armona, em Olhão. As autoridades vão abrir um inquérito para apurar as causas do acidente e estão a tomar medidas para evitar danos ambientais, visto que a embarcação transportava 12 mil litros de gasóleo.

  • Papa no Chile em ambiente de contestação à Igreja Católica
    3:13

    Mundo

    O Papa pediu hoje perdão pelos crimes de pedofilia cometidos por membros da Igreja Católica no Chile, referindo que sentiu "dor e vergonha" diante do "dano irreparável" causado às crianças vítimas de abuso sexual. Francisco está a cumprir uma deslocação de três dias ao Chile, onde a contestação à visita e à Igreja se faz sentir. O Papa enfrenta um ambiente hostil na sexta viagem à América Latina, devido à denúncia de abusos sexuais na Igreja.

  • Domingos Paciência sai do Belenenses

    Desporto

    Domingos Paciência deixou esta terça-feira o comando técnico do Belenenses. O treinador e a SAD do clube chegaram a acordo para a rescisão amigável do contrato.

    Em atualização

  • Reviravolta na Operação Fizz
    1:09

    País

    O juiz que vai julgar o chamado processo da Operação Fizz decidiu aceitar as denúncias de Orlando Figueira contra o presidente do Banco Atlântico e o advogado Daniel Proença de Carvalho. As acusações do principal arguido contra o banqueiro Carlos Silva e o advogado Proença de Carvalho podem trazer uma reviravolta ao processo.

  • Apoio psicológico fundamental em Vila Nova da Rainha
    2:19
  • Projeto Bairros Sem Cárie levou 300 pessoas do Seixal ao dentista
    3:08

    País

    Portugal tem dos piores indicadores de saúde oral da Europa e ir ao dentista é quase um luxo. Num país assim ganham ainda mais relevância iniciativas como o projeto Bairros Sem Cárie. 300 pessoas de bairros sociais do Seixal tiveram uma consulta de estomatologia gratuita.

  • Homem rompe a garganta ao tentar impedir espirro

    Mundo

    Impedir um espirro apertando o nariz pode causar sérias lesões. Foi o que aconteceu a um homem na Grã-Bretanha que teve de ser hospitalizado porque sofreu uma rutura na garganta ao apertar boca e nariz ao espirrar.