sicnot

Perfil

País

Mais de 400 operacionais combatem fogo no Parque da Serra da Estrela

O incêndio que lavra no Parque Natural da Serra da Estrela, desde a tarde de segunda-feira, está a ser combatido hoje à noite por 430 operacionais, auxiliados por 140 viaturas.

De acordo com a página da Autoridade Nacional da Proteção Civil na Internet, no combate ao fogo que começou às 14:46 de segunda-feira, em mato, na Senhora do Monte, na União das Freguesias de Aldeias e Mangualde da Serra, concelho de Gouveia, e que, entretanto alastrou, ao final do dia, para o concelho de Manteigas, estava, às 20:30 de hoje, a ser combatido por 430 operacionais.

Parte dos meios envolvidos na operação são quatro grupos de combate de Aveiro, Coimbra e de Leiria e do SEPNA (Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da GNR), que foram mobilizados ao final da tarde de hoje.

Os sucessivos reacendimentos, os maus acessos à área atingida pelas chamas e o vento, que sopra com constantes mudanças de direção, estão a dificultar a ação dos bombeiros, disse à agência Lusa, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda.

"Não há povoações ameaçadas" pelas chamas, adiantou a mesma fonte.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.