sicnot

Perfil

País

PJ detém dois presumíveis incendiários no distrito de Coimbra

A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção de dois homens no distrito de Coimbra por suspeita de fogo posto nos municípios de Penacova e Tábua, que consumiram mais de 120 hectares de floresta.

Nuno Andre Ferreira

Fonte da diretoria do Centro da PJ disse à agência Lusa que os dois suspeitos, de 55 e 47 anos, ambos pedreiros, embora um esteja desempregado, foram detidos na terça-feira ao final de tarde e deverão ser presentes a interrogatório judicial na manhã de quinta-feira.

Segundo a mesma fonte, os dois homens vivem num "quadro de alcoolismo, sendo pessoas com algum desenquadramento social".

O detido mais velho é o presumível autor de um crime de incêndio florestal ocorrido na segunda-feira no concelho de Penacova, em que ardeu uma área superior a 120 hectares de floresta, composta por mato e eucalipto.

O suspeito mais novo foi detido pela presumível autoria de dois focos de incêndio em Tábua, na terça-feira. Num dos casos, as chamas foram apagadas de imediato por populares, mas, no outro, ardeu uma área de cerca de um hectare de floresta.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    1:41
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • Corrida à Agência Europeia Medicamento "não é fácil", admite Costa
    0:50

    Brexit

    António Costa confirmou a apresentação da candidatura para a transferência da agência europeia do medicamento de Londres para Portugal. À margem da cimeira extraordinário sobre o Brexit, o primeiro-ministro salientou a importância da instalação do instituto no país para reforçar a competitividade no setor