sicnot

Perfil

País

PJ detém dois presumíveis incendiários no distrito de Coimbra

A Polícia Judiciária anunciou hoje a detenção de dois homens no distrito de Coimbra por suspeita de fogo posto nos municípios de Penacova e Tábua, que consumiram mais de 120 hectares de floresta.

Nuno Andre Ferreira

Fonte da diretoria do Centro da PJ disse à agência Lusa que os dois suspeitos, de 55 e 47 anos, ambos pedreiros, embora um esteja desempregado, foram detidos na terça-feira ao final de tarde e deverão ser presentes a interrogatório judicial na manhã de quinta-feira.

Segundo a mesma fonte, os dois homens vivem num "quadro de alcoolismo, sendo pessoas com algum desenquadramento social".

O detido mais velho é o presumível autor de um crime de incêndio florestal ocorrido na segunda-feira no concelho de Penacova, em que ardeu uma área superior a 120 hectares de floresta, composta por mato e eucalipto.

O suspeito mais novo foi detido pela presumível autoria de dois focos de incêndio em Tábua, na terça-feira. Num dos casos, as chamas foram apagadas de imediato por populares, mas, no outro, ardeu uma área de cerca de um hectare de floresta.

Lusa

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08