sicnot

Perfil

País

Fernando Medina considera que lei dos idosos é manobra eleitoral

Fernando Medina considera que lei dos idosos é manobra eleitoral

No Frente-a-Frente da SIC Notícias, desta noite, o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, considera que a iniciativa do Governo não passa de uma manobra eleitoral. Por seu lado, José Matos Correia afirma que a medida que prevê a criminalização de todas as formas de abuso de idosos foi apresentada tardiamente por falta de tempo.

  • Abandonar idosos pode tornar-se crime
    1:49

    País

    A medida aprovada hoje em Conselho de Ministros prevê que o abandono, a injúria ou a difamação contra idosos constituam crime. O Governo cria assim uma estratégia para criminalizar o abandono em hospitais ou centros de saúde mas as devidas alterações ao Código Penal só poderão ser feitas na próxima legislatura. Contudo, o executivo diz que tudo ficará tratado e que será apenas necessário aprovar a legislação.

  • Maioria dos idosos que vivem sozinhos são mulheres
    6:06

    País

    A SIC fez o retrato das pessoas que vivem sozinhas, que na sua grande maioria são mulheres. No concelho de Oeiras, a Associação Coração Amarelo presta apoio aos 140 idosos assinalados, ajudando-os nos problemas que enfrentam no dia a dia.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.