sicnot

Perfil

País

"Lisboa na Rua" anima jardins e praças da capital com espetáculos culturais

O "Lisboa na Rua" volta a animar os principais jardins e praças da capital com espetáculos de música, cinema e artes visuais de entrada livre, a partir de 20 de agosto até 20 de setembro.

SIC

Desde 2009 que o "Lisboa na Rua" transforma, durante o verão, os espaços ao ar livre da capital em "lugares de usufruto cultural, valorizando a riqueza patrimonial", referiu fonte da Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC), responsável pela organização.

O Jardim do Arco do Cego, o Parque da Quinta das Conchas, o Largo da Estação do Rossio, o Largo de São Carlos, o Jardim das Esculturas do MNAC - Museu do Chiado e a Ribeira das Naus são alguns dos palcos desta programação cultural ao ar livre, que proporciona espetáculos de jazz, fado, cinema ao ar livre, teatro, exibição de filmes clássicos e instalações de artes visuais como a videoarte e a fotografia.

A 7.ª edição do "Lisboa na Rua" abre na quinta-feira, 20 de agosto, às 19:00, no Jardim do Arco do Cego, com um concerto da Orquestra AngraJazz integrado no ciclo 'A Arte da Big Band', que apresentará todas as quintas-feiras "dezenas de músicos que compõem cinco grandes orquestras de jazz", informou a organização, destacando a 'big band' alemã Thoneline Orchestra.

De acordo com o programa, às sextas-feiras vão decorrer as 'Noites de Verão' com concertos no Jardim das Esculturas do MNAC -- Museu do Chiado, e aos sábados 'Clássicos na Rua', em diversos espaços da cidade com "o estilo 'ragtime', contando ainda com um concerto em homenagem a Frank Zappa".

O 'Fitas na Rua' vai projetar ao ar livre "nove filmes sobre Lisboa", aos sábados e domingos, às 22:00, começando com um filme de 1949, "Heróis do Mar", de Fernando Garcia.

Este ano, o "Lisboa na Rua" tem uma parceria com o Teatro Nacional D. Maria II, o 'Entrada Livre' com atividades diversas dentro e fora do teatro, de 11 a 13 de setembro, desde conversas, concertos na varanda, leituras na fachada do Palácio da Independência e a estreia de cinco peças de teatro.

A 'Cidade das Tradições', um programa dedicado às famílias com jogos, cinema, folclore, brinquedos, artesanato, dança e exposições, integra pela primeira vez o "Lisboa na Rua" para "valorizar e difundir as práticas culturais tradicionais e do património português", comunicou a organização.

O fado volta a integrar a programação do "Lisboa na Rua", em parceria com o Museu do Fado, apresentando cinco fadistas: Raquel Tavares, Amélia Muge, Kátia Guerreiro, António Chainho e Jorge Fernando.

O festival parisiense 'Kiosquorama', o 'Fuso' - festival anual de vídeo arte internacional de Lisboa e o 'Flâneur', um projeto de arte no espaço público, estão também inseridos na programação cultural do "Lisboa na Rua", disponível no 'site' www.lisboanarua.com.

Segundo fonte da EGEAC, o "Lisboa na Rua" recebeu "cerca de 20.300 espetadores" em 2014, pelo que a expectativa para esta 7.ª edição é de "continuar a contar com o interesse e entusiasmo de um público seguidor e muito diverso: famílias, casais, grupos de jovens, portugueses, estrangeiros".

Organizado pela EGEAC, em parceria com o Turismo de Lisboa e o Turismo de Portugal "pela importância que tem para o fluxo turístico nesta época do ano", a programação cultural resulta de um investimento "no valor de 250 mil euros".

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.