sicnot

Perfil

País

PSP identificou em Gondomar suspeitos de venderem azulejo em vez de telemóveis

A PSP anunciou esta sexta-feira ter identificado, em São Cosme, Gondomar, dois suspeitos de burla que vendiam azulejo em vez de telemóveis numa feira, tendo apreendido, entre outros objetos, uma máquina de corte de tijoleira.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Michael Kooren / Reuters

Em declarações à Lusa, fonte do Comando Metropolitano da PSP do Porto esclareceu que os dois homens, de 26 e 38 anos, "mostravam os telemóveis" aos potenciais compradores, "negociavam o valor" da venda e, depois, entregavam ao cliente "um pedaço de tijoleira cortado à medida do telemóvel, envolvido em papel e colocado dentro de uma bolsa preta".

A mesma fonte explicou que os homens foram "intercetados nas imediações da feira" na sequência da "denúncia de alguém que tinha sido enganado" e que só não foram detidos por "não terem sido apanhados em flagrante delito".

Na operação desenvolvida pela Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial da Divisão de Gondomar foram apreendidos "dois telemóveis, três pedaços de azulejo cortado à medida dos telemóveis apreendidos, 17 bolsas e uma máquina de corte de azulejo e tijoleira", acrescenta a PSP.

Em comunicado, o Comando Metropolitano da PSP do Porto refere ainda ter identificado um vendedor ambulante e um desempregado, residentes no Porto, suspeitos de burla por venderem "placas de azulejo dentro de bolsas como se de telemóveis se tratassem".

Os homens foram "intercetados na rua Padre Andrade e Silva, em São Cosme, Gondomar", distrito do Porto, "nas proximidades da feira semanal de Gondomar, na sequência de informações dando conta de que andavam a burlar pessoas", acrescenta a PSP.

De acordo com a PSP, os suspeitos estão "referenciados" por aquela força policial "pela prática concertada" daqueles crimes.

Lusa

  • CGD terá de reconhecer imparidades e prepara saída de 2 mil funcionários
    2:45

    Caso CGD

    O novo plano estratégico da Caixa está pronto e foi entregue há duas semanas ao Ministério das Finanças. A SIC sabe que está a ser preparada a saída de 2 mil trabalhadores e que o banco terá de reconhecer imparidades. O Expresso diz que a CGD vai fechar o ano com prejuízos que podem chegar aos 3 mil milhões de euros.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.