sicnot

Perfil

País

Funchal vai ter a primeira praia do país para invisuais

A cidade do Funchal, na Madeira, vai ser a primeira do país a ter uma praia adaptada a invisuais, um projeto saído do orçamento participativo da câmara que será criado na praia Formosa.

Steve Mitchell

A partir da próxima semana, a praia Formosa vai "dispor de um dispositivo para pessoas com deficiências visuais ou invisuais, [que lhes permite] nadarem livremente, em total autonomia e em condições de segurança excelentes", explicou à Lusa o vereador Domingos Rodrigues.

Um dos grandes problemas que os cegos enfrentam quando querem nadar no mar é saberem onde estão e para que lado fica a costa, sendo difícil e até perigoso "aventurarem-se sozinhos".

Para que tal não aconteça, refere Domingos Rodrigues, foi adquirido um dispositivo inovador - já usado na Europa - e que "permite ao invisual entrar e sair da água autonomamente, bem como saber a sua localização na água através de uma pulseira que aciona um dispositivo sonoro localizado em boias flutuantes e em painéis".

Além das boias que delimitam a área onde é seguro nadar, os invisuais poderão usar uma pulseira que lhes permite saber "exatamente onde estão em relação às boias", criando "uma espécie de redoma estável e segura para nadarem livremente".

Estas pulseiras estão dotadas de botões que, quando pressionados, permitem saber a localização em relação a uma das três boias, além de terem um de emergência que, quando acionado, alerta um nadador salvador.

O processo de entrada e saída no mar faz-se através de um estrado em madeira, que também serve para ajudar as pessoas de mobilidade reduzida a chegar ao mar.

No início serão disponibilizadas cinco pulseiras que permitem a cinco invisuais usufruírem de uma ida à água, "podendo no futuro ser aumentado este número", reconhece Domingos Rodrigues.

No caminho a percorrer até ao mar, estão painéis informativos quer para os cegos, quer para o público em geral, com informação em português, inglês e em linguagem braille.

Este novo sistema, que conta com um custo de 50 mil euros, está integrado juntamente com o sistema de acesso ao mar de pessoas com mobilidade reduzida e cumpre os requisitos exigidos pelas recomendações internacionais, garantiu o vereador

Domingos Rodrigues acrescentou ainda que "a implementação deste dispositivo, já testado, e a inaugurar na próxima semana, deve-se ao facto de integrar os projetos vencedores do Orçamento Participativo de 2014 do município do Funchal, tendo sido o mais votado pelos munícipes".

Além da mais-valia que representa para os invisuais da região, a praia é, segundo sublinhou o vereador, importante para o turismo madeirense.

"Os turistas que nos visitam são, na sua maioria, séniores. Este é um contributo significativo para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e de um turismo mais inclusivo", concluiu.

Lusa

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.