sicnot

Perfil

País

Maria de Belém diz que nada a impedirá de pensar para lá das legislativas

A ex-ministra da Saúde e ex-presidente do Partido Socialista Maria de Belém admitiu hoje que "nada" a impedirá de pensar para lá das legislativas, segundo um comunicado do movimento de apoio à sua candidatura à Presidência da República.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

LUSA

"Nada me impedirá de pensar para lá das legislativas", afirmou Maria de Belém, citada num comunicado do movimento denominado Associação Cívica Portugal Melhor.

Seis elementos do movimento constituído por uma centena de cidadãos reuniram-se hoje com Maria de Belém para apelarem a que se candidate por considerarem que é "uma cidadã de exemplar vida cívica, de reconhecida e vasta experiência política, nacional e internacional, e de constante dedicação ao bem comum".

Maria de Belém, que não tornou ainda pública a sua decisão, tem sido dada como candidata a Belém nas eleições de 2016 pela imprensa nacional.

Os elementos do movimento referem que Maria de Belém ficou "muito sensibilizada" com o apelo.

"Sou uma cidadã preocupada com o meu país e com o mundo. Conheço muitos dos presentes e sei que todos temos o mesmo objetivo: fazer com que o nosso país seja melhor para todos", referiu a ex-presidente socialista, citada no comunicado e acrescentando: "sei que estamos a viver um momento especial, com eleições legislativas à porta, o que me tem levado a dizer que este é o momento das legislativas" mas "nada me impedirá de pensar para lá das legislativas".

O grupo que hoje se encontrou com Maria de Belém é constituído pelo médico Joshua Ruah; a farmacêutica e professora universitária Ana Paula Martins; a médica e professora universitária Maria do Céu Santo; o diretor comercial Paulo Marques; a técnica de 'marketing' Joana Santos e a assistente social Vânia Dias.

A sete meses do final do mandato do atual Presidente da República são já 11 os candidatos que anunciaram a intenção de entrar na corrida a Belém, estando cinco outros em reflexão.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC