sicnot

Perfil

País

Maria de Belém diz que nada a impedirá de pensar para lá das legislativas

A ex-ministra da Saúde e ex-presidente do Partido Socialista Maria de Belém admitiu hoje que "nada" a impedirá de pensar para lá das legislativas, segundo um comunicado do movimento de apoio à sua candidatura à Presidência da República.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

LUSA

"Nada me impedirá de pensar para lá das legislativas", afirmou Maria de Belém, citada num comunicado do movimento denominado Associação Cívica Portugal Melhor.

Seis elementos do movimento constituído por uma centena de cidadãos reuniram-se hoje com Maria de Belém para apelarem a que se candidate por considerarem que é "uma cidadã de exemplar vida cívica, de reconhecida e vasta experiência política, nacional e internacional, e de constante dedicação ao bem comum".

Maria de Belém, que não tornou ainda pública a sua decisão, tem sido dada como candidata a Belém nas eleições de 2016 pela imprensa nacional.

Os elementos do movimento referem que Maria de Belém ficou "muito sensibilizada" com o apelo.

"Sou uma cidadã preocupada com o meu país e com o mundo. Conheço muitos dos presentes e sei que todos temos o mesmo objetivo: fazer com que o nosso país seja melhor para todos", referiu a ex-presidente socialista, citada no comunicado e acrescentando: "sei que estamos a viver um momento especial, com eleições legislativas à porta, o que me tem levado a dizer que este é o momento das legislativas" mas "nada me impedirá de pensar para lá das legislativas".

O grupo que hoje se encontrou com Maria de Belém é constituído pelo médico Joshua Ruah; a farmacêutica e professora universitária Ana Paula Martins; a médica e professora universitária Maria do Céu Santo; o diretor comercial Paulo Marques; a técnica de 'marketing' Joana Santos e a assistente social Vânia Dias.

A sete meses do final do mandato do atual Presidente da República são já 11 os candidatos que anunciaram a intenção de entrar na corrida a Belém, estando cinco outros em reflexão.

Lusa

  • Apoiar o Governo "é um dever constitucional"
    0:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que apoiar o Governo é um dever constitucional do Presidente da República. Num balanço do primeiro ano em Belém, Marcelo respondeu assim a quem o acusa de andar com o Governo "ao colo".

  • Brexit só avança com aprovação parlamentar
    3:04

    Brexit

    O Supremo Tribunal britânico decidiu que o Governo precisa de ter a aprovação do Parlamento para avançar com o Brexit. A decisão foi validada por uma maioria de oito contra três juízes e justificada esta terça-feira pelo Supremo britânico. Por consequência, a libra esterlina atingiu a cotação mais alta do ano em relação ao dólar.

  • Primeira-ministra da Escócia apela ao voto contra a saída da UE
    2:25

    Brexit

    Depois da decisão do Supremo Tribunal britânico em relação ao Brexit, a primeira-ministra da Escócia veio pedir aos deputados que votem contra a saída da União Europeia. Nicola Sturgeon vai apresentar uma moção no Parlamento escocês para que este se pronuncie sobre o Brexit.

  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.

  • As propostas Chanel para a próxima estação
    1:34

    Mundo

    Um dos desfiles mais aguardados do mundo da moda aconteceu esta segunda-feira, em Paris, com as propostas da casa Chanel para a próxima estação primavera/verão. No final do desfile, e pela primeira vez em 30 anos, Karl Lagarfeld não deu nenhuma entrevista à comunicação social.