sicnot

Perfil

País

Sampaio da Nóvoa diz que não vai ajustar campanha em função de apoios políticos

O anunciado candidato à Presidência da República Sampaio da Nóvoa disse hoje entender que os apoios dos partidos só sejam anunciados após as legislativas e vincou que não vai ajustar a sua candidatura em função dos apoios que obtenha.

Lusa/Arquivo

Lusa/Arquivo

FERNANDO VELUDO

"Não vou andar a fazer guinadas nem para a direita nem para a esquerda, nem para um lado ou para o outro em função do apoio disto ou daquilo", disse à Lusa, acrescentando que aceitará todos os apoios e de todos os portugueses que se sintam em sintonia com a sua candidatura.

À margem de um debate sobre a descentralização cultural que decorreu em Tavira, Sampaio da Nóvoa apontou que a sua candidatura precisa de se reforçar e ganhar "uma projeção e uma dimensão de vitória".

"É evidente que isso se faz também com os partidos que queiram aderir a este processo e obviamente que isso é uma condição importante", referiu, sublinhando que a linha e princípios da candidatura estão definidos e que não os irá "alterar um milímetro".

O secretário-geral do PS, António Costa, não se tem pronunciado sobre o apoio socialista a candidatos presidenciais, garantindo que só o fará "no momento próprio" e que "não será fator de divisão".

Este domingo, o candidato parte de bicicleta de Vilamoura numa iniciativa em que pretende estreitar contacto com a população algarvia.

Em dois dias, Sampaio da Nóvoa pretende fazer duas etapas (Vilamoura - Olhão e Olhão -- Tavira), em quatro praças diferentes e vários pontos de paragem.

"Vamos ensaiar uma espécie de diálogo entre as questões do que são estilos de vida saudáveis a partir do uso da bicicleta (...) com a ideia da cidadania", concluiu.

Dada a proximidade das eleições legislativas, Sampaio da Nóvoa pretende acalmar as iniciativas da sua campanha até 04 de outubro, sublinhando que este é momento eleitoral prioritário em que os portugueses têm de estar concentrados.

Lusa

  • Coutinho e Neymar salvam Brasil já na compensação

    Mundial 2018 / Brasil

    O Brasil venceu a Costa Rica por 2-0 numa partida a contar para a 2ª jornada do grupo E do Mundial da Rússia. Contas feitas, o Brasil sobe para o primeiro lugar do grupo, com 4 pontos, seguido da Sérvia com 3 pontos. A Suíça (1 ponto) e a Costa Rica (0 pontos) ocupam, assim, os últimos lugares da tabela.

  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • Moutinho e Raphael Guerreiro de "baixa", Fonte disponível "para tocar bombo"
    1:52
  • Mulher morre após ser mandada para casa pelo Centro Hospitalar do Oeste
    2:23

    País

    Uma mulher morreu depois de ter tido alta no Centro Hospitalar do Oeste. Há fortes suspeitas que tenha sido vítima de um diagnóstico mal feito por uma empresa de telemedicina. O Bastonário da Ordem dos Médicos quer avaliar todos os contratos do Estado com serviços de telemedicina e impedir que as empresas e os hospitais fujam às responsabilidades. Até agora ninguém foi responsabilizado, a família apresentou várias queixas e Entidade Reguladora da Saúde abriu um inquérito.

  • Antigo campeão nacional de Ori-BTT, de 19 anos, morreu em colisão com carro
    1:42

    País

    Um ciclista de 19 anos morreu e o pai ficou gravemente ferido, numa colisão com uma viatura que fazia uma inversão de marcha, em Loulé, na quarta-feira. Quando o acidente aconteceu, o jovem estava a treinar para um campeonato na Hungria, onde ia participar dentro de poucos dias. Duarte Lourenço, que chegou a ser campeão nacional de Ori-BTT, pertencia ao escalão de Juniores, devido à sua idade, mas por vontade própria fazia escalão Sénior.