sicnot

Perfil

País

Homem que atropelou adolescentes entrega-se à GNR

O condutor que ontem atropelou três adolescentes na Atouguia, Ourém, entregou-se às autoridades. O homem tinha fugido do local do acidente.

"O suspeito entregou-se hoje às 8:30 no posto de Ourém da GNR, tem 50 anos e mora próximo do local do acidente", disse à agência Lusa o relações públicas do Comando Territorial de Santarém da GNR, major Pinto Reis.

Segundo Pinto Reis, a GNR está a desenvolver diligências, que incluem a inspeção ao veículo, um Seat Ibiza de cor preta que já está na posse desta força policial, e a inquirição de testemunhas oculares para aferir da veracidade da confissão do automobilista, assim como para perceber a razão que levou o condutor a fugir do local do acidente.

No domingo, três adolescentes sofreram ferimentos graves ao serem atropeladas por um automóvel cujo condutor se pôs em fuga, no concelho de Ourém. Os jovens, dois com 14 anos e uma com 15, foram colhidas "quando andavam de bicicleta" por um carro "que se presume ser um Seat Ibiza preto", informou uma fonte do Comando Territorial de Santarém da GNR.

O acidente ocorreu pouco depois das 17:00, na estrada municipal que liga Alvega a Atouguia, e o condutor da viatura abandonou as vítimas.

Um dos feridos foi transportado de helicóptero para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, e os outros dois deram entrada no Hospital Pediátrico de Coimbra.

Com Lusa

  • Condutor atropela 3 adolescentes em Ourém e foge
    1:45

    País

    Três adolescentes foram atropelados em Ourém, domingo à tarde, e ficaram feridos com gravidade. O condutor fugiu. O atropelamento ocorreu pouco depois das 17:00 na estrada que liga Alvega a Atouguia, no concelho de Ourém. Os adolescentes, dois com 14 anos e um 15 estavam a andar de bicicleta quando foram colhidos por um carro que se presume ser um Seat Ibiza preto, de acordo com uma fonte da GNR de Santarém que falou à agência Lusa. Uma das crianças foi transportada de Helicóptero para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa. As outras duas deram entrada no Hospital Pediátrico de Coimbra.

  • Atropelamento seguido de fuga de Ourém
    2:10

    País

    Uma colisão entre um ligeiro e duas bicicletas provocou ferimentos graves em três adolescentes, na Atouguia, concelho de Ourém, ontem. O condutor do veículo pôs-se em fuga sem prestar auxílio às vítimas. Uma foi transportada de helicóptero para o hospital de Santa Maria em Lisboa.

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.