sicnot

Perfil

País

Pelo menos 78 mortos em acidentes de trabalho desde o início do ano

Pelo menos 78 pessoas perderam a vida em acidentes de trabalho, desde o início do ano, segundo os dados da Autoridade para as Condições do Trabalho, divulgados esta terça-feira

Janeiro foi o mês em que houve mais mortes confirmadas, um total de 24. O distrito com maior registo de vitimas mortais era, até à data da última atualização, o de Aveiro, com 12, seguido do Porto, com 11, e Lisboa, com 10. (Arquivo)

Janeiro foi o mês em que houve mais mortes confirmadas, um total de 24. O distrito com maior registo de vitimas mortais era, até à data da última atualização, o de Aveiro, com 12, seguido do Porto, com 11, e Lisboa, com 10. (Arquivo)

Os números mostram ainda que, até 5 de agosto deste ano, contabilizavam-se 203 feridos graves.

Janeiro foi o mês em que houve mais mortes confirmadas, um total de 24. O distrito com maior registo de vitimas mortais era, até à data da última atualização, o de Aveiro, com 12, seguido do Porto, com 11, e Lisboa, com 10.

Ainda esta segunda-feira morreram duas pessoas, depois da queda de uma placa de cimento durante a construção da Unidade de Saúde Familiar de Abrantes.

  • Debate quinzenal com o primeiro-ministro

    País

    A situação económica e financeira foi o tema escolhido pelo Governo, mas a polémica da descida da Taxa Social Única dominará certamente a discussão na Assembleia da República. Veja aqui em direto e participe no Minuto a Minuto Parlamento Global/SIC.

    Direto

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.