sicnot

Perfil

País

Quatro sindicatos de polícia reúnem-se de emergência para decidir ações de protesto

Quatro estruturas sindicais da Polícia de Segurança Pública (PSP) reúnem-se hoje de emergência, para decidir que ações de protesto vão realizar para contestar a não aprovação do estatuto profissional.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC


No encontro, vão estar presentes os dirigentes da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP), Sindicato dos Profissionais da Polícia (SPP), Sindicato Independente dos Agentes da Polícia (SIAP) e o Sindicato Vertical da Carreira da Polícia (SVCP), as quatro estruturas que assinaram o memorando de entendimento com o Ministério da Administração Interna (MAI), durante as negociações do estatuto profissional da Polícia de Segurança Pública.

Na quinta-feira passada e depois de o Conselho de Ministros não ter aprovado o estatuto profissional, os dois maiores sindicatos da PSP -- ASPP e SPP -- anunciaram a realização de ações de protesto pela não aprovação daquele estatuto pelo Governo.

O presidente da ASPP, Paulo Rodrigues, avançou à agência Lusa que as ações de luta se irão prolongar no tempo, com a realização de protestos, nomeadamente durante a campanha eleitoral.

No final do Conselho de Ministros de quinta-feira passada, o ministro da Presidência, Luís Marques Guedes, disse que os estatutos da PSP e da GNR são "processos que ainda não estão concluídos", mas que, "oportunamente", vão ser discutidos e aprovados.

No memorando, assinado em junho entre o MAI e quatro sindicatos da PSP, ficou estabelecido que os polícias mantinham as 36 horas de trabalho e passavam a ter uma nova tabela remuneratória, que permitiria um aumento de salário até 50 euros e viabilizaria a passagem à pré-aposentação de forma automática aos 55 anos de idade e 36 anos de serviço, e a reforma aos 60 anos sem qualquer penalização.

  • Traço contínuo às curvas
    2:42
  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Cristas calcula défice de 3,7% sem "cortes cegos" das cativações
    0:45

    Economia

    Assunção Cristas diz que o défice de 2,1% só foi conseguido porque o Governo fez cortes cegos na despesa pública. Esta manhã, depois de visitar uma unidade de cuidados continuados em Sintra, a presidente do CDS-PP afirmou que, pelas contas do partido, sem cativações, o défice estaria nos 3,7%.

  • Reservas de viagens na Páscoa e no verão aumentaram
    1:19

    Economia

    As reservas de viagens no período da Páscoa e do verão aumentaram este ano, tanto para o estrangeiro como para dentro de Portugal. O Algarve, a Madeira e os Açores continuam a ser os destinos de eleição. Os portugueses estão também a marcar férias com mais antecedência, uma das receitas para conseguir melhores preços.

  • Escada rolante inverte sentido e varre dezenas de pessoas
    1:15
  • Sol influencia alterações climáticas na Terra

    Mundo

    As flutuações da atividade solar têm um efeito sobre o clima da Terra, concluiu um estudo de investigadores suíços, que conseguiu, pela primeira vez, estimar a influência do Sol no aquecimento do planeta.