sicnot

Perfil

País

Descida acentuada da temperatura máxima entre sexta e domingo

A temperatura máxima em Portugal continental vai descer 10ºC a 12ºC entre sexta-feira e domingo, dia em que vai oscilar entre os 18ºC e os 22ºC, exceto nas regiões mais a sul.

© Rafael Marchante / Reuters

De acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), hoje divulgadas, a temperatura máxima poderá chegar, no domingo, aos 25ºC no Vale do Tejo e no Alentejo e rondar 18ºC a 22ºC nas restantes regiões.

O IPMA avisa, ainda, para a queda de chuva, a partir de sábado à tarde, no Minho e Douro Litoral, que se estenderá, gradualmente, a todo o território continental no domingo, sendo fraca e pouco frequente no Baixo Alentejo e no Algarve.

A descida acentuada da temperatura máxima deve-se "à aproximação e passagem de uma superfície frontal fria pelo território do continente", proveniente do Atlântico, "com consequente alteração de massa de ar, mais frio e húmido".

Em declarações à Lusa, a meteorologista do IPMA Madalena Rodrigues adiantou que, no fim de semana, o vento poderá soprar moderado a forte, com possibilidade de rajadas de 70 quilómetros por hora, no litoral norte e centro e nas Terras Altas.

Segundo Madalena Rodrigues, as previsões apontam para a subida gradual da temperatura máxima a partir de segunda-feira, atingindo, na quarta-feira, valores na ordem dos 24ºC a 25ºC no litoral norte e 30ºC no interior norte, e mais de 30ºC no Vale do Tejo e no Sul.

Lusa

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira, no Jornal da Noite, para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo". O diretor conta que a unidade esteve em contacto com as autoridades em Espanha, não só durante os ataques, como também depois, e disse que os atacantes não estarão a caminho da fronteira com Portugal.