sicnot

Perfil

País

Novo concurso lançado para subconcessão de STCP e Metro do Porto

O Ministério da Economia confirmou hoje o novo lançamento do concurso de subconcessão da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto e da Metro do Porto, tendo já sido disponibilizada a informação aos potenciais interessados.

Fonte do Ministério da Economia não adiantou, por agora, mais pormenores sobre o concurso relançado.

No dia 14 deste mês, o Governo havia revelado que o consórcio espanhol TMB/Moventis não entregou a garantia bancária necessária para assumir a operação da STCP, o que fez cair a subconcessão daquela empresa e a da Metro do Porto, que seria por 10 anos.

Na altura, a mesma fonte acrescentou que "do ponto de vista do Governo, mantém-se em vigor a resolução do conselho de ministros que determinou que a empresa se abrisse à iniciativa privada para reduzir custos e fazer investimentos na frota".

No mesmo dia, o Ministério da Economia adiantou que "o incumprimento [pela empresa] não retira o intuito reformista de abrir as empresas aos privados", referindo já então que concurso seria relançado "a curto prazo" e que "o ideal seria ainda este mês".

A necessidade de lançar novo concurso decorria de um dos dois candidatos ao consórcio ter entregado a proposta fora do prazo, resultando num processo com apenas um pretendente que agora, pelo incumprimento, será afastado.

No dia seguinte, o coordenador do grupo de trabalho para os transportes na Área Metropolitana do Porto e autarca de Gondomar, Marco Martins (PS), criticou "os erros cometidos" no âmbito da subconcessão da Metro e STCP, desejando "concursos separados".

Para Marco Martins, este "concurso não tinha lógica na forma integrada [como foi lançado], juntando as duas concessões, não tinha lógica [por] degradar o serviço público como previa e não tinha lógica [por] ser feito à revelia dos autarcas".

Lusa

  • Admissão de efetivos nas Forças Armadas aquém do pedido pelas chefias
    1:42

    País

    O Ministério das Finanças autorizou a admissão de mais efetivos nas forças armadas, este ano mas a integração fica muito abaixo do número pedido pelas chefias militares. Mário Centeno só terá autorizado a integração de cerca de três mil militares em vez das cinco mil vagas propostas pelas chefias do Exército, Força Aérea e Marinha.

  • EUA preparam-se para ver o primeiro eclipse solar total, 38 anos depois
    1:40
  • Pyongyang acusa Washington de atirar "achas para a fogueira"
    1:47

    Mundo

    A Coreia do Sul e os Estados Unidos iniciaram esta segunda-feira exercícios militares conjuntos. As manobras militares procuram ensaiar respostas a uma hipotética invasão da Coreia do Norte. Pyongyang já reagiu e diz que Washington está a atirar "achas para a fogueira". 

  • "É muito importante que os EUA mostrem determinação política e militar"
    0:50

    Mundo

    Os exércitos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos iniciaram hoje as manobras anuais numa altura marcada pela recente escalada de tensão entre Pyongyang e Washington. Para Miguel Monjardino, comentador da SIC, estes exercícios militares são encarados como uma provocação para a Coreia do Norte. Monjardino defende que é importante que os EUA mostrem determinação no atual clima de tensão nuclear.

  • China prepara-se para inaugurar comboio mais rápido do mundo
    1:08
  • Morreu o rei da comédia
    2:08

    Cultura

    Um dos grandes nomes do humor norte-americano morreu ontem, aos 91 anos. Jerry Lewis era comediante, ator, argumentista, cantor e realizador. Considerado o rei da comédia, Lewis influenciou diferentes gerações de comediantes e foi defensor de várias causas humanitárias, entre as quais a distrofia muscular.

  • A insólita entrevista de Jerry Lewis que se tornou viral
    2:39

    Cultura

    Jerry Lewis concedeu no início deste ano uma entrevista insólita que se tornou viral nas redes sociais. O comediante decidiu, pura e simplesmente, não colaborar com o entrevistado. Lewis tinha na altura 90 anos e continuava a trabalhar, tendo participado no filme "Max Rose", em 2016.