sicnot

Perfil

País

Trabalhadores da administração local protestam hoje em Lisboa

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) promove hoje uma concentração junto à residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, para exigir a publicação dos acordos que preveem as 35 horas semanais nas autarquias.

Imagem de Arquivo

Imagem de Arquivo

MARIO CRUZ

Além da publicação dos Acordos Coletivos de Entidade Empregadora Pública (ACEEP), o STAL exige a recuperação de salários e direitos, a abolição da sobretaxa de Imposto sobre o Rendimento Singular (IRS) e o fim da "exploração abusiva" de desempregados através dos contratos de inserção.

Na concentração, que decorre entre as 11:00 e as 16:00, será aprovada uma resolução com as principais reivindicações e que responsáveis do STAL vão depois entregar na residência oficial.

Centenas de autarquias já assinaram os ACEEP com os sindicatos, mas falta a ratificação do Governo para que possam entrar em vigor as 35 horas de trabalho semanais, em vez das 40.

O momento será também aproveitado para comemorar o 40.º aniversário da fundação do STAL.

Por ocasião do aniversário será apresentado o livro "STAL - Sindicato de Abril (1975-2015), 40 anos em Defesa de Quem Trabalha".

Lusa

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07