sicnot

Perfil

País

Turista que morreu na ilha do Corvo era portuguesa e tinha 33 anos

A turista que morreu hoje num acidente de viação na ilha do Corvo, nos Açores, tinha 33 anos e é de nacionalidade portuguesa, disse à Lusa fonte da Proteção Civil regional.

"A vítima mortal era portuguesa e tinha 33 anos", disse a fonte.

Segundo a mesma fonte, o acidente provocou também seis feridos, com idades compreendidas entre 19 e 55 anos, sendo que um está em estado grave.

O ferido grave vai ser transferido para o hospital de Ponta Delgada, São Miguel.

A vítima mortal vai ser transportada para a morgue da ilha das Flores, segundo a mesma fonte.

Segundo a fonte da Proteção Civil regional, o acidente com uma carrinha de turistas ocorreu na sequência de um despiste na estrada que liga a Vila do Corvo ao Caldeirão.

Para o local foram enviadas duas equipas médicas, uma desde a Terceira e outra desde a ilha das Flores.

No total, foram mobilizados três médicos, três enfermeiros e quatro bombeiros com formação pré-hospitalar, assim como um helicóptero da Forças Aérea.

O Corvo, onde vivem 400 pessoas, é a ilha mais pequena dos Açores.

Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.