sicnot

Perfil

País

Mota Amaral diz que "os políticos nunca se reformam"

O deputado do PSD Mota Amaral afirmou hoje que "os políticos nunca se reformam" e que apesar de ter sido sondado por outros partidos e movimentos para integrar as listas às eleições legislativas, não poderia aceitar.

Mota Amaral recorda os momentos que o marcaram durante os dois dias de cerco.

Mota Amaral recorda os momentos que o marcaram durante os dois dias de cerco.

"Os políticos nunca se reformam, podem não ter função eletiva, exercer um cargo, mas a sua atuação cívica tem sempre uma dimensão política e obviamente que o facto de deixar de ser deputado não me retira a minha capacidade cívica e a minha responsabilidade", afirmou Mota Amaral, acrescentando que para o futuro "tem várias hipóteses em elaboração", entre elas escrever, mas não as suas memórias.

Pela primeira vez, a habitual conferência de imprensa para balanço anual da sua atividade na Assembleia da República decorreu na delegação do parlamento dos Açores em Ponta Delgada e não na sede do PSD/Açores, o que Mota Amaral disse ser "por razões óbvias que não vale a pena esmiuçar".

Mota Amaral não integra pela primeira vez, este ano, a lista de candidatos do PSD à Assembleia da República, pelos Açores, contra a sua vontade, tendo hoje reafirmado que está "magoado" com o partido por ser sido "substituído, excluído das listas depois do período de conflito com os órgãos nacionais do PSD a propósito da defesa dos Açores na questão da votação da lei de finanças regionais".

Sem símbolos partidários e sem gravata, assumiu que foi sondado por outros partidos e movimentos cívicos para se candidatar como deputado à Assembleia da República este ano, tendo sempre recusado, acrescentando ser "embaraçoso falar nisso".

"Houve sondagens, mas é obvio que eu não poderia ser candidato contra o partido de que fui um dos fundadores. Sou militante número um do PSD/Açores e número quatro do PSD nacional. Não faria sentido candidatar-me contra o meu partido", afirmou Mota Amaral, acrescentando que apesar de "tudo se perdoar" continua "magoado" com o partido no continente e nos Açores por ter sido excluído das listas.

Mota Amaral revelou, ainda, que não marcará presença durante a campanha eleitoral, nem participará na segunda edição da Universidade de Verão do PSD/Açores, que decorre esta semana na ilha de S. Jorge, por estar fora do país em representação da Assembleia da República na Assembleia do Conselho da Europa.

Durante a conferência de imprensa, Mota Amaral anunciou que tenciona solicitar ao Conselho de Jurisdição Nacional do PSD que se pronuncie sobre uma resolução recentemente aprovada que "impõe aos futuros deputados a obrigação de se fazerem substituir em votações de cujo sentido discordem, desde que assim tenha sido deliberado pelo grupo parlamentar por maioria simples".

"Pretende-se obviamente impedir a repetição dos episódios ocorridos na legislatura a findar com os deputados das regiões autónomas, que votaram contra a lei de finanças regionais -- os dos Açores -- e a Lei do Orçamento do Estado 2015 -- os da Madeira. Uns e outros, aliás, submetidos a processos disciplinares e excluídos em bloco das listas às próximas eleições", referiu Mota Amaral, que considerou que "a limitação em causa contraria o princípio da liberdade do exercício do mandato dos deputados conferido pelo povo soberano".

Lusa

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Várias granadas e munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Ronaldo dispensado da seleção para ir conhecer os filhos

    Taça das Confederações

    A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) informou em comunicado que Cristiano Ronaldo foi dispensado da Taça das Confederações "para que possa conhecer os seus filhos". Numa mensagem no Facebook, o jogador mostrou-se sensibilizado com a decisão da Federação, acrescentando ainda que está "muito feliz por poder, finalmente, estar com os (...) filhos pela primeira vez".

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Mulher mata namorado em brincadeira com arma no Youtube

    Mundo

    Uma mulher do Minnesota, nos EUA, está a ser acusada de disparar mortalmente sobre o namorado quando ambos faziam um vídeo para publicar no Youtube. Monaliza Perez, de 20 anos, foi detida depois de disparar sobre Pedro Ruiz, que segurava um livro junto ao seu peito, confiante que seria o suficiente para parar a bala.

  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".

  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25