sicnot

Perfil

País

Mota Amaral diz que "os políticos nunca se reformam"

O deputado do PSD Mota Amaral afirmou hoje que "os políticos nunca se reformam" e que apesar de ter sido sondado por outros partidos e movimentos para integrar as listas às eleições legislativas, não poderia aceitar.

Mota Amaral recorda os momentos que o marcaram durante os dois dias de cerco.

Mota Amaral recorda os momentos que o marcaram durante os dois dias de cerco.

"Os políticos nunca se reformam, podem não ter função eletiva, exercer um cargo, mas a sua atuação cívica tem sempre uma dimensão política e obviamente que o facto de deixar de ser deputado não me retira a minha capacidade cívica e a minha responsabilidade", afirmou Mota Amaral, acrescentando que para o futuro "tem várias hipóteses em elaboração", entre elas escrever, mas não as suas memórias.

Pela primeira vez, a habitual conferência de imprensa para balanço anual da sua atividade na Assembleia da República decorreu na delegação do parlamento dos Açores em Ponta Delgada e não na sede do PSD/Açores, o que Mota Amaral disse ser "por razões óbvias que não vale a pena esmiuçar".

Mota Amaral não integra pela primeira vez, este ano, a lista de candidatos do PSD à Assembleia da República, pelos Açores, contra a sua vontade, tendo hoje reafirmado que está "magoado" com o partido por ser sido "substituído, excluído das listas depois do período de conflito com os órgãos nacionais do PSD a propósito da defesa dos Açores na questão da votação da lei de finanças regionais".

Sem símbolos partidários e sem gravata, assumiu que foi sondado por outros partidos e movimentos cívicos para se candidatar como deputado à Assembleia da República este ano, tendo sempre recusado, acrescentando ser "embaraçoso falar nisso".

"Houve sondagens, mas é obvio que eu não poderia ser candidato contra o partido de que fui um dos fundadores. Sou militante número um do PSD/Açores e número quatro do PSD nacional. Não faria sentido candidatar-me contra o meu partido", afirmou Mota Amaral, acrescentando que apesar de "tudo se perdoar" continua "magoado" com o partido no continente e nos Açores por ter sido excluído das listas.

Mota Amaral revelou, ainda, que não marcará presença durante a campanha eleitoral, nem participará na segunda edição da Universidade de Verão do PSD/Açores, que decorre esta semana na ilha de S. Jorge, por estar fora do país em representação da Assembleia da República na Assembleia do Conselho da Europa.

Durante a conferência de imprensa, Mota Amaral anunciou que tenciona solicitar ao Conselho de Jurisdição Nacional do PSD que se pronuncie sobre uma resolução recentemente aprovada que "impõe aos futuros deputados a obrigação de se fazerem substituir em votações de cujo sentido discordem, desde que assim tenha sido deliberado pelo grupo parlamentar por maioria simples".

"Pretende-se obviamente impedir a repetição dos episódios ocorridos na legislatura a findar com os deputados das regiões autónomas, que votaram contra a lei de finanças regionais -- os dos Açores -- e a Lei do Orçamento do Estado 2015 -- os da Madeira. Uns e outros, aliás, submetidos a processos disciplinares e excluídos em bloco das listas às próximas eleições", referiu Mota Amaral, que considerou que "a limitação em causa contraria o princípio da liberdade do exercício do mandato dos deputados conferido pelo povo soberano".

Lusa

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartindo de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas siamesas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC