sicnot

Perfil

País

Praia temporariamente interditada na Madeira devido à presença de dois tubarões

A praia das Palmeiras, no concelho de Santa Cruz, zona leste da Madeira, foi hoje interditada aos banhistas durante cerca de uma hora devido ao avistamento de dois tubarões a poucos metros da costa, informou o Comando Naval da Madeira.

© Hugh Gentry / Reuters

O alerta foi dado às 16:44, tendo sido enviada para o local uma embarcação da Polícia Marítima. Pouco depois, acorreu à mesma zona uma equipa do SANAS (Associação Madeirense para Socorro no Mar).

Por prevenção, foi içada a bandeira vermelha na praia e os banhistas foram informados da situação.

O comandante da Capitania do Porto do Funchal, Félix Marques, explicou à agência Lusa que os tubarões em causa, popularmente designados por caneja ou marracho, são de uma espécie inofensiva para os humanos.

A sua presença a 300 metros da costa, na praia das Palmeiras, ficou a dever-se a um cardume que por ali passava e servia de alimento para os mesmos. Assim que o cardume dispersou, os tubarões, que mediam pouco mais de um metro de cumprimento, também se afastaram.

Às 18:00 a bandeira verde voltou a ser içada e a situação na praia ficou normalizada.

Esta é a segunda vez, no espaço de dois dias, que são avistados marrachos perto da costa. Na terça-feira, uma praia em Machico, zona leste da ilha, foi também interditada a banhos durante algum tempo por causa de um tubarão que andava por perto.

Lusa

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.