sicnot

Perfil

País

Investigação do SEF termina com processo de acusação a 20 pessoas

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou hoje que o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Coimbra deduziu acusação a 20 cidadãos, nacionais e estrangeiros, por tráfico de pessoas e associação criminosa.

Em comunicado, o SEF refere que os dois detidos foram presentes aos tribunais de Aveiro e Espinho. (Arquivo)

Em comunicado, o SEF refere que os dois detidos foram presentes aos tribunais de Aveiro e Espinho. (Arquivo)

SIC

Em comunicado, o SEF explica que a acusação resultou de uma investigação conduzida entre 2010 e 2013, que culminou numa operação que levou ao desmantelamento do grupo, detenção de um dos principais elementos da organização, encerramento de um dos estabelecimentos explorados e apreensão de várias viaturas utilizadas para as práticas dos crimes, algumas de alta cilindrada.

"Os vinte arguidos são acusados de terem, no total, praticado mais de cem crimes de tráfico de pessoas, sendo-lhes ainda imputada a prática de crimes de auxílio à imigração ilegal e lenocínio", refere a nota de imprensa.

O grupo era liderado por um cidadão de nacionalidade portuguesa, que durante cerca de uma década angariou mulheres estrangeiras, maioritariamente da América do Sul, mas também da Europa do Leste, colocando-as em Portugal (região Centro) e Espanha na prostituição, através de coação, ameaça e agressões físicas.

Segundo o SEF, as mulheres eram, geralmente, recrutadas através de anúncios de imprensa, "sendo contratadas como bailarinas para desempenho de atividade em território nacional e aliciadas com contrapartidas monetárias".

"Avaliadas por colaboradores do grupo nos países de origem, em função da apresentação física e de baixos níveis de escolaridade e situação económico-social, eram depois transportadas para Espanha, diretamente para um estabelecimento de prostituição explorado pela organização naquele país, onde eram desapossadas dos documentos de identificação e viagem", refere o comunicado.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.