sicnot

Perfil

País

Portugal quer plano conjunto de ação do leite com Espanha, Itália e França

Portugal quer plano conjunto de ação do leite com Espanha, Itália e França

Portugal quer alcançar uma "frente conjunta" com Espanha, Itália e França, para criar um plano de ação do leite com dimensão europeia, que inclua mecanismos alternativos ao fim das quotas leiteiras, disse à Lusa a ministra da Agricultura.

Este plano vai marcar o encontro que reúne hoje em Madrid, Espanha, a ministra da Agricultura, Assunção Cristas, e os seus homólogos espanhol, italiano e francês, com vista a encontrar "soluções conjuntas" que possam ser apresentadas na cimeira de ministros da Agricultura da União Europeia, no dia 07 de setembro, em Bruxelas.

"Portugal já há muito tempo que pôs em cima da mesa propostas concretas como alternativa ao regime das quotas. Fomos sempre contra o fim das quotas leiteiras. Entendíamos que ia provocar uma desregulação do mercado, coisa que está a acontecer, e logo na altura dissemos: se não há maneira de evitar esta decisão então é preciso trabalhar desde já mecanismos alternativos", disse a ministra Assunção Cristas em declarações à agência Lusa.

Do plano de ação do leite irão constar, entre outras medidas, a implementação de "mecanismos alternativos ao regime das quotas, algo mais estável, mas também mecanismos de curto prazo que possam ajudar a mitigar o problema que o setor está a ter neste momento".

Relativamente aos mecanismos de curto prazo, Assunção Cristas referiu que estes "podem passar, por exemplo, pelo aumento dos preços de referência para aquilo que são os mecanismos de retirada de produto de mercado, de maneira a que os preços não baixem tanto".

Quanto às medidas de longo prazo, a responsável insistiu na necessidade de encontrar "uma alternativa ao sistema das quotas, com um montante de produção de referência, mas que não penalize quem produz a mais" e que obrigue quem produz a retirar o produto do mercado durante algum tempo.

Ao nível nacional, Assunção Cristas assinalou a necessidade de implementar medidas que apostem na promoção do consumo interno, no aumento das exportações, na inovação e valorização do setor e, por fim, no rendimento dos produtores.

A este nível, o Governo decidiu antecipar em dois meses o pagamento das ajudas ao setor leiteiro, para outubro, o que representa um adiantamento de 50% do envelope financeiro anual de cerca de 12,5 milhões de euros. Os restantes 50% serão pagos em dezembro.

Assunção Cristas disse ainda que está em cima da mesa a criação de uma linha de crédito apoiada pelo Banco Europeu de Investimento (BEI), quer para a tesouraria, quer para a modernização e inovação.

A tutela está também a analisar a criação de um Fundo de Estabilização de Rendimentos, no âmbito dos fundos comunitários que o país vai receber até 2020.

Na quarta-feira, o comissário europeu da Agricultura, Phil Hogan, reconheceu que os setores dos laticínios e da suinicultura enfrentam "dificuldades". Os custos da produção, os preços e as quebras nas exportações são, disse o comissário, problemas que a agricultura enfrenta, salientando que "há dificuldades especialmente nos setores dos laticínios e da carne de porco".

O embargo russo a produtos da União Europeia também teve impacto no setor do leite, e os Estados-membros procuram agora novos mercados.

No caso português, "diretamente, o embargo não teve impacto porque não exportávamos diretamente para a Rússia de uma forma expressiva, mas indiretamente teve", reconheceu Assunção Cristas.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.