sicnot

Perfil

País

Fogo no concelho de Coimbra obriga ao corte da A13 nos dois sentidos

Fogo no concelho de Coimbra obriga ao corte da A13 nos dois sentidos

A A13 está cortada entre Coimbra e Condeixa, devido a um incêndio que está a ser combatido por mais de 200 bombeiros. O fogo começou num edifício e alastrou-se ao mato, como explica o correspondente da SIC, Miguel Ângelo Marques.

Mais de 200 bombeiros, auxiliados por sete meios aéreos, combatem um incêndio florestal em Almalaguês e Ceira, no concelho de Coimbra, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra.

A mesma fonte precisou que o fogo teve início cerca das 12:42, na localidade de Almalaguês, tendo-se depois estendido à freguesia de Ceira.

No terreno, estão 215 operacionais, apoiados por 59 veículos e sete meios aéreos.

Fonte do CDOS adiantou à agência Lusa que, neste momento, não existem habitações em perigo, mas que casas de várias povoações estiveram ameaçadas.

  • Celebridades protestam contra Donald Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida