sicnot

Perfil

País

Grupo CP agrava prejuízos no primeiro semestre para 118,6 milhões de euros

O grupo CP - Comboios de Portugal agravou os prejuízos no primeiro semestre para 118,6 milhões de euros, face às perdas de 112,3 milhões de euros registadas no mesmo período do ano anterior, informou hoje a empresa.

(SIC/ Arquivo)

No relatório e contas hoje divulgado, a empresa justifica o aumento dos prejuízos com a ausência de indemnizações compensatórias (atribuídas pelo Governo) e o acréscimo de provisões, que ainda assim foi parcialmente compensado pela redução dos encargos com juros suportados pela companhia liderada por Manuel Queiró.

No primeiro semestre, os proveitos com o tráfego - de passageiros e de mercadorias - aumentaram 6% face ao período homólogo para 138,4 milhões de euros, refletindo o aumento do número de passageiros em 2% e da carga transportada pela CP Carga em 11%, empresa entretanto alienada à MSC Rail.

O último semestre da empresa sob a tutela do Estado foi "bastante promissor", lê-se no relatório hoje divulgado, dando conta de um acréscimo de 11% nas toneladas transportadas e de 16% nas receitas, com o crescimento a ser generalizado à maioria dos tráfegos, com destaque para carvão, produtos siderúrgicos e combustíveis.

Neste contexto, os prejuízos da CP Carga caíram para os seis milhões de euros até junho, face aos dez milhões de euros do período homólogo.

O Governo decidiu a 23 de julho vender 100% da CP Carga, empresa detida a 100% pela CP -- Comboios de Portugal que se dedica ao transporte de mercadorias e de bens, à MSC - Operadores Ferroviários.

Já a CP -- Comboios de Portugal agravou os prejuízos, para os 115,5 milhões de euros nos primeiros seis meses, na sequência essencialmente da ausência de indemnizações compensatórias pelo Estado.

A CP chegou ao final de junho com 2.708 colaboradores, menos 47 trabalhadores do que em junho de 2014.

No grupo, destaca-se ainda o comportamento da EMEF - Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário, que fechou o primeiro semestre com lucro de 1,5 milhões de euros, quando no semestre homólogo tinha registado prejuízos de 2,7 milhões de euros, refletindo um acréscimo de faturação, tanto na reparação como na manutenção em 30% e 11%, respetivamente.

"Este desempenho económico positivo foi impulsionado pelo acréscimo verificado a nível dos rendimentos operacionais, justificado maioritariamente pelo incremento significativo das prestações de serviços para a CP Carga", adianta o grupo.

Em julho, o Governo decidiu não aceitar a proposta apresentada pela Alstom à compra da EMEF, cancelando a operação de privatização, devido à existência de uma queixa da Bombardier à Comissão Europeia, alegando que a empresa recebeu ajudas estatais de 90 milhões de euros.

Lusa

  • "O que mais tem havido nesta altura são respostas precipitadas"
    7:21

    Opinião

    Foi um "debate contigo" o de hoje, no Parlamento, sobretudo no frente-a-frente entre António Costa e Passos Coelho, na opinião de Bernardo Ferrão. O subdiretor de informação da SIC sublinha uma declaração "mortal" do primeiro-ministro, quando este disse que "ninguém quer respostas precipitadas". Por outro lado, a comissão técnica independente pedida pelo PSD pode virar-se contra o próprio partido.

    Bernardo Ferrão

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Cozido ou empanadas chilenas para o jantar?
    5:20

    Taça das Confederações

    Portugal e Chile defrontam-se esta quarta-feira em jogo das meias-finais da Taça das Confederações. O jornalista Gonçalo Azevedo Ferreira fala sobre as previsões da imprensa chilena para o encontro, revela alguns dados sobre as presenças de Portugal e Chile em grandes competições e mostra, através das redes sociais, o lado mais descontraído da antevisão deste duelo.

  • Portugal vai pagar 3.500 milhões ao FMI até agosto
    1:18

    Economia

    Portugal vai pagar, até agosto, 3.500 milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional. Mil milhões seguem já na sexta-feira. A antecipação do pagamento foi esta quarta-feira formalmente autorizada pelos parceiros e credores europeus.

  • Trump volta a criticar as chamadas "fake news"

    Mundo

    O Presidente norte-americano voltou a criticar aquilo a que chama de "fake news", em português "notícias falsas". Através da rede social twitter, Donald Trump diz que o jornal New York Times "nem sequer liga para verificar os factos e que, por isso, dá notícias falsas".

  • Família Obama de férias na Indonésia

    Mundo

    Das águas claras de Bali aos encantos dos templos de Java, o antigo Presidente norte-americano Barack Obama levou a esposa e as filhas de férias numa aventura de (re)descobertas por um país onde Obama viveu durante quatro anos da sua infância.

    SIC

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.