sicnot

Perfil

País

Escola de quadros do CDS arranca hoje em Ofir

A Escola de Quadros do CDS-PP, a rentrée centrista, começa hoje em Ofir, onde o partido se propõe prestar contas sobre o seu manifesto eleitoral de há quatro anos e a fazer o escrutínio do programa socialista.

HOMEM DE GOUVEIA

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, estará hoje e no encerramento da segunda edição da Escola de Quadros.

Na abertura, haverá um jantar-debate sobre o futuro da Europa, com o ministro do PSD Jorge Moreira da Silva, apresentado pelo eurodeputado centrista Nuno Melo, que este ano esteve na Universidade de Verão do PSD, com quem o CDS-PP está na coligação Portugal à Frente às eleições legislativas.

A escola teve, de acordo com fonte do partido, o dobro da procura e contará com 120 alunos, que ouvirão os ministros centristas, o economista João Duque, o ator Nicolau Breyner e o escritor João Pereira Coutinho.

Na sexta-feira, a ministra e dirigente do CDS-PP Assunção Cristas presta contas sobre o que foi feito com o manifesto eleitoral do partido de 2011 e haverá uma lição para "saber falar de política em público", com o ator Nicolau Breyner, que no passado já foi candidato autárquico do CDS, e o líder do CDS/Madeira, José Manuel Rodrigues, antigo jornalista da RTP e responsável pela apresentação do noticiário no arquipélago.

O dia servirá também para debater as perseguições a cristãos e a liberdade religiosa, com Catarina Martins Bettencourt, da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre, apresentada por Teresa Anjinho, e o empreendedorismo, com responsáveis das empresas Meia.Dúzia, ColorADD e Celoplás, apresentados pelo secretário de Estado da Economia, Leonardo Mathias.

No sábado, o ministro e dirigente Luís Pedro Mota Soares, fará o "escrutínio e avaliação do Programa do PS", apresentado pelo secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, e haverá uma sessão com o economista João Duque com o tema "tudo o que sempre quiseste saber sobre a dívida pública (e não tinhas a quem perguntar)".

À noite, o jantar-debate andará "às voltas com uma palavra difícil: conservadorismo", com o escritor e cronista João Pereira Coutinho, autor do ensaio "Conservadorismo", que no Brasil foi publicado com o título "As Ideias Conservadoras - Explicadas a Revolucionários e Reacionários". Pereira Coutinho será apresentado por Telmo Correia.

A segunda edição da Escola de Quadros faz o regresso a um lugar significativo para os centristas, Ofir, célebre por ser o lugar de reunião do grupo liderado por Francisco Lucas Pires, conhecido como Grupo de Ofir, em que entre 1984 e 1985 debateram Paulo Portas, Bagão Félix, Rui Moura Ramos, José Luís Vilaça, Lobo Xavier, Fernando Adão da Fonseca e António Borges.

Lobo Xavier, apresentado por António Pires de Lima, fará precisamente este percurso "de Ofir a Ofir", num jantar-debate que discutirá as "constantes da relevância do CDS", no segundo dia de aulas, na sexta-feira.

O livro dos 40 anos do CDS, falado desde que as comemorações começaram há um ano, será lançado durante a escola de quadros, com textos dos ex-presidentes do partido e do atual líder e vice-primeiro-ministro, Paulo Portas.

Lusa

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.