sicnot

Perfil

País

Professores do superior ameaçam fazer greve no arranque do ano

Os professores do ensino superior admitem fazer greve e avançar com protestos no arranque do ano letivo, para contestar a previsível saída da carreira docente de todos aqueles que não concluíram o doutoramento até ao final do regime transitório.

O Ministério da Educação anunciou hoje uma lista provisória de 15 professores de carreira integrados no sistema de requalificação aplicável à Administração Pública.

O Ministério da Educação anunciou hoje uma lista provisória de 15 professores de carreira integrados no sistema de requalificação aplicável à Administração Pública.

PAULO NOVAIS

"Atendendo à forte possibilidade de vários docentes do ensino politécnico que não concluíram os seus doutoramentos deixarem de estar abrangidos pelo regime transitório saíram da carreira, poderem ser dispensados, essas [greve e protestos] são algumas possibilidades que vão ser equacionadas na próxima sexta-feira", disse à Lusa o presidente do Sindicato Nacional do Ensino Superior (SNESup), António Vicente.

Na sexta-feira, dia 11 de setembro, o Conselho Nacional do sindicato vai reunir-se na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa ao início da tarde, para decidir que medidas de protesto vão ser adotadas.

"Provavelmente, iniciativas que venham a ser tomadas terão que o ser o mais rapidamente possível, ou seja, no início do ano letivo, porque é aí que se irão fazer sentir as anormalidades no funcionamento das instituições", disse António Vicente.

Ao sindicato preocupa que possam ser dispensados das instituições muitos professores que não concluíram o doutoramento -- grau exigido a partir do ano letivo de 2015-2016 para lecionar no ensino superior -- ao abrigo de um regime transitório criado para esse efeito, mas que tem merecido críticas dos sindicatos, que acusam instituições de não terem criado as condições acordadas para que os professores pudessem concluir essa habilitação.

António Vicente lembrou ainda que este ano houve um aumento significativo do número de alunos colocados no ensino superior na 1.ª fase do concurso nacional de acesso e deixou um alerta: "Se mantivermos esta tendência de aumento de número de alunos colocados, não podemos continuar a perder professores, porque as instituições irão ficar sem condições para poder dar resposta a este aumento da procura e isso preocupa-nos muito".

O presidente do SNESup lamentou ainda que o ensino superior e a ciência tenham ficado praticamente ausentes dos programas eleitorais.

"Estamos a entrar na reta final da campanha para as legislativas e daquilo que se vai conhecendo de propostas dos diferentes partidos são demasiado vagas sobre o ensino superior e ciência. É uma área que suscita pouco interesse, o que naturalmente nos preocupa", disse.

Lusa

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • "Vai custar muito a voltarmos à realidade"
    2:22
  • Ministro alemão elogia Centeno que está otimista com o futuro da Zona Euro
    1:13

    Economia

    Mário Centeno diz que a Zona Euro tem um futuro positivo pela frente e acredita que o grupo dos países do euro está alinhado num projeto comum. Declarações do novo presidente do Eurogrupo no final de um encontro com o ministro das Finanças alemão, em Berlim. Peter Altmaier deu Portugal como exemplo de sucesso e reconheceu que foi um erro dividir a Europa entre Norte e Sul durante os anos da crise.

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • Quando o frio até as pestanas congela

    Mundo

    Os termómetros desceram até aos - 67º Celsius em Yakutia, 5.300 quilómetros a Este de Moscovo, na Rússia. Nesta região, os estudantes estão habituados a manter as rotinas, mesmo quando as valores chegam aos - 40º Celsius, mas esta terça-feira as autoridades encerraram escolas e aconselharam a população a ficar em casa, longe do frio que até as pestanas congela.

    SIC