sicnot

Perfil

País

PJ detém em Valongo suspeita de amputar dedos a companheiro e o sequestrar

Uma mulher de 50 anos suspeita de ter amputado vários dedos ao seu companheiro e de o ter sequestrado numa residência em Valongo, Porto, durante a madrugada de terça-feira, foi detida pela Polícia Judiciária, informou hoje aquela autoridade.

A detida, de 50 anos de idade, terá desferido "inúmeros golpes na cabeça e membros superiores da vítima" que lhe provocaram "lesões graves e permanentes, inclusivamente com amputação de vários dedos", conta a Polícia Judiciária, acrescentando que os crimes ocorreram por "razões ainda não totalmente apuradas".

A polícia refere que a suspeita, depois de ter cometido as agressões, "terá abandonado a vítima na residência de ambos sem qualquer tipo de assistência", tendo fechado a habitação para que o companheiro não pudesse sair em busca de auxílio.

O companheiro só conseguiu pedir ajuda aos bombeiros pelas 03:30, via telemóvel.

Foi depois encaminhado para o hospital.

A detida ainda vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação de adequadas medidas de coação.

Lusa

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão