sicnot

Perfil

País

PR sublinha importância do ensino profissionalizante no crescimento da economia

O Presidente da República destacou hoje a importância do ensino profissionalizante no reforço do crescimento económico do país, recusando o "estigma" que ainda se coloca sobre este tipo de formação.

© Rafael Marchante / Reuters

"Este ramo de educação e formação profissional é decisivo para reforçar o crescimento económico do nosso país de forma sustentável e para combater o flagelo do desemprego, nesta matéria estamos de facto no bom caminho", afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, em declarações aos jornalistas em Setúbal, no final da sexta edição do Roteiro para uma Economia Dinâmica, dedicada à formação profissional.

Considerando que as qualificações técnicas específicas que as escolas de ensino profissional têm vindo a proporcionar aos jovens e aos desempregados tem contribuído para a descida do desemprego e o "aumento substancial" das exportações, o Presidente da República disse não fazer "qualquer sentido um certo estigma que às vezes se coloca no ensino profissionalizante".

"Nestas escolas o ensino é intelectualmente muito exigente, são utilizados os métodos mais modernos no campo pedagógico e onde se utilizam instrumentos tecnológicos do mais avançado do que hoje existe em toda a Europa", comentou.

Cavaco Silva, que esta manhã visitou a Escola Profissional Gustave Eiffel, ATEC - Academia de Formação, instalada no parque industrial da Volkswagen Autoeuropa e que tem como associados a VW Autoeuropa, a Siemens, a Bosch e a AHK, além do Centro de Formação Profissional de Setúbal, apontou as instituições por onde passou como "um bom exemplo do que se está a fazer no domínio da formação profissional".

"Estas escolas garantem àqueles que completam os respetivos cursos um elevadíssimo nível de empregabilidade e são pessoas que quando ingressam nas empresas obtêm um reconhecimento muito forte por parte das entidades empresariais e esta vocação profissionalizante que neste momento existe no nosso ensino secundário está a dar um contributo da maior importância para o combate ao desemprego", acrescentou.

O Presidente da República recordou ainda que existe neste momento o objetivo de conseguir em 2020 que 50% dos jovens no ensino secundário estejam na via profissionalizante, reiterando que o trabalho realizado nas escolas profissionais é decisivo para aumentar a competitividade das empresas e reforçar a inovação.

Lusa

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.