sicnot

Perfil

País

Barra marítima de Esposende fechada a toda a navegação

A barra marítima de Esposende está hoje fechada a toda a navegação e outras cinco estão condicionadas devido às previões metereologicas, de acordo com a Marinha Portuguesa.

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

ESTELA SILVA

Segundo a informação disponibilizada na página da Marinha Portuguesa na Internet, desde as 07:37 a barra de Esposende está fechada a toda a navegação devido à previsão de mau tempo que irá atingir a costa norte de Portugal continental.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os distritos do Porto, Viana do Castelo, Porto, Braga e Vila Real vão estar sob aviso vermelho entre as 12:00 e as 23:59 de hoje devido à previsão de chuva forte e persistente e à possibilidade de ocorrência de fenómenos extremos de vento.

O instituto colocou também em aviso laranja os distritos de Bragança, Viseu, Castelo Branco, Coimbra, Aveiro e Guarda devido à possibilidade de chuva e vento com rajadas da ordem dos 120 quilómetros por hora nas terras altas entre as 18:00 de hoje e as 06:00 de quarta-feira.

As barras de Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Aveiro, Figueira da Foz e São Martinho do Porto estão condicionadas à navegação, segundo a Marinha.

A barra da Póvoa de Varzim está condicionada a embarcações com calado superior a dois metros, enquanto a de Vila do Conde está condicionada a barcos de comprimento menor de 12 metros e calado inferior a dois metros, que devem navegar apenas duas horas antes e igual período depois da preia-mar.

A barra vilacondense está igualmente condicionada a embarcações de comprimento superior a 12 metros e de mais dois metros de calado, autorizadas apenas a navegar na preia-mar

Já a barra de Aveiro encontra-se condicionada a embarcações com comprimento de fora-a-fora inferior a 15 metros, enquanto a da Figueira da Foz está fechada a embarcações com comprimento de fora-a-fora inferior a 11 metros.

Para a barra de São Martinho do Porto, a Marinha Portuguesa aconselha a proceder com cautela e praticar barra apenas na preia mar.

Para o litoral, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê agitação marítima com ondulação de 4 a 5 metros.

Lusa

  • "É preciso despartidarizar o sistema de Proteção Civil", diz Duarte Caldeira
    2:47
  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • Arcebispo de Braga pede responsabilidades pelos incêndios
    1:40

    País

    Braga também sofreu um dos mais violentos incêndios dos últimos anos. O fogo descontrolado atravessou várias freguesias e destruiu duas empresas. A igreja, pela voz do arcebispo de Braga, pede ação e o apuramento de responsabilidades, face a esta calamidade.

  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06