sicnot

Perfil

País

INEM lamenta greve marcada por técnicos e garante medidas de socorro

O INEM lamentou hoje a decisão dos técnicos do instituto de marcar uma greve para 01 de outubro e avisou que tomará todas as providências para manter os níveis de operacionalidade necessários para prestar socorro de emergência médica.

(SIC/ Arquivo)

Os técnicos do INEM - Instituto Nacional de Emergência Médica marcaram uma greve nacional em protesto pela falta de conclusão da negociação da carreira com o Ministério da Saúde.

Segundo Luís Pesca, dirigente da Federação Nacional de Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, os tripulantes de ambulâncias do INEM e os trabalhadores dos centros de orientação de doentes urgentes (CODU) decidiram marcar uma greve nacional para dia 1 do próximo mês, três dias antes das eleições legislativas, que coincidirá com uma manifestação de protesto em Lisboa.

Em comunicado, o INEM deixa um apelo aos seus profissionais para que "mantenham o compromisso fundamental "de garantir a "prestação de auxílio de emergência médica em condições de respeito pela expectativa pública de prontidão e efetividade".

O INEM deixa ainda um sinal de confiança à população, lembrando que o socorro de emergência é assegurado numa perspetiva de complementaridade de meios, no âmbito do Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM), de que fazem parte o INEM, os Bombeiros e a Cruz Vermelha Portuguesa, bem como a PSP e a GNR.

"Assim, o Sistema Integrado de Emergência Médica manterá as suas condições de operacionalidade e o socorro à população estará sempre assegurado", sublinha.

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.