sicnot

Perfil

País

Portugal teve mais de 58 mil hectares de área ardida entre janeiro e 15 de setembro

Portugal registou, entre 01 de janeiro e 15 de setembro, 14.838 ocorrências (3.067 incêndios florestais e 11.771 fogachos), com 58.116 hectares de área ardida, indica o 7º relatório provisório de incêndios florestais.

Com a temperatura a baixar a partir do final da tarde, o incêndio foi dominado pouco depois das 21 horas.

Com a temperatura a baixar a partir do final da tarde, o incêndio foi dominado pouco depois das 21 horas.

SIC

A base de dados nacional de incêndios florestais adianta que da área ardida 22.260 correspondem a povoamentos e 35.856 hectares a matos.

Comparando os valores deste ano com o histórico dos últimos 10 anos (2005-2014), o Instituto da Conservação da Natureza e da Floresta destaca que se registaram menos 12 por cento de ocorrências relativamente à média verificada no decénio 2005-2014 e ardeu menos 37 por cento do que o valor médio de área ardida para o mesmo período.

O relatório realça ainda que em 2015 - até 15 de setembro - a área ardida em povoamento é cerca de metade da respetiva área ardida média (aproximadamente 52 por cento).

Lusa

  • Fogo em Tondela dominado
    2:37

    País

    Já está dominado o incêndio de grandes proporções que deflagrou numa fábrica de Tondela, no concelho de Viseu. Cerca de 200 operacionais estiveram no terreno no combate a este fogo que deflagrou numa empresa de reciclagem, na zona industrial de Lajedo.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.