sicnot

Perfil

País

Colisão entre comboio e automóvel faz um ferido grave na linha do Vouga

Uma mulher ficou hoje ferida com gravidade na sequência da colisão do automóvel que conduzia e de um comboio, numa passagem de nível sem guarda da linha do Vouga em Santa Maria da Feira, disse fonte dos bombeiros.

© Hugo Correia / Reuters


O alerta para os Bombeiros de Lourosa foi dado cerca das 09:00 e a equipa de socorro teve de proceder ao desencarceramento da condutora, de 50 anos, que era a única ocupante do veículo.

À Lusa, Pedro Ramos, das Infraestruturas de Portugal, detalhou que o acidente ocorreu numa passagem de nível sem guarda situada na freguesia de São Paio de Oleiros, concelho de Santa Maria da Feira, no troço da Linha do Vouga entre Espinho e Paços de Brandão.

Em declarações à Lusa, fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) disse que a vítima apresentava vários traumatismos, nomeadamente no tórax e nos membros inferiores e superiores, e foi transportada para o hospital de São Sebastião, em Santa Maria da Feira.

No local, estiveram os Bombeiros de Lourosa, com uma ambulância e uma viatura de desencarceramento, a ambulância de Suporte Básico de Vida (SBV) do INEM e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação da Feira.

Segundo a porta-voz da CP, Ana Portela, a circulação na Linha do Vouga foi restabelecida às 10:50.

"Os clientes que se encontravam no comboio envolvido no acidente foram encaminhados de táxi para o seu destino", referiu Ana Portela.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC