sicnot

Perfil

País

GNR descobre arsenal de armas em residência de Carrazeda de Ansiães

A GNR descobriu hoje um arsenal com quase uma centena de armas de fogo, milhares de munições e outro material do género durante uma busca domiciliária, numa aldeia de Carrazeda de Ansiães, no distrito de Bragança.

O achado, na localidade de Pinhal do Douro, "surpreendeu" os militares quando cumpriam mandados de busca domiciliária e de detenção emitidos pelo Tribunal, no âmbito de uma investigação a um homem de 79 anos.

O indivíduo está a ser investigado por suspeitas dos crimes de ameaça com arma de fogo e ofensa à integridade física sobre vizinhos e ainda de violência doméstica sobre a esposa.

O mandado de detenção ficou sem efeito, já que, segundo informação do Comando Distrital de Bragança da GNR, o indivíduo e a esposa não se encontravam na localidade e estarão ausentes do país.

Apesar da investigação pelo crime de violência doméstica, o casal continua a viver junto, segundo ainda as autoridades, e o homem não estava sujeito a qualquer medida de coação.

Na busca domiciliária à residência foram encontradas e apreendidas quase cem armas de fogo, entre armas de caça, pistolas, revólveres e espingardas de ar comprimido.

Foram ainda apreendidas cerca de cinco mil munições de diversos calibres, cinco armas brancas, vário material para recarregamento de cartuchos, pólvora, chumbo de caça, ponteiras para armas, chaves para desmontagem de ponteiras e uma bengala.

De acordo com a GNR, o indivíduo não tem atividade profissional ligada às armas e tem registadas legalmente no nome dele 24, que as autoridades ainda não sabem se fazem ou não parte do material hoje apreendido.

As autoridades estão também a averiguar com que finalidade o suspeito tinha em sua posse um tão elevado número de armas e restante material.

Lusa

  • Marcar cedo e resistir (ou como Portugal venceu Marrocos)

    Mundial 2018 / Portugal

    A seleção nacional alcançou hoje a primeira vitória no Mundial 2018, frente a Marrocos, em Moscovo. Cristiano Ronaldo (outra vez) marcou logo aos quatro minutos. Depois, Portugal pouco mais fez senão aguentar as investidas dos marroquinos, que ficam desde já afastados dos oitavos de final.

  • Fernando Santos dá um puxão de orelhas à equipa
    1:57
  • E vão quatro de Ronaldo
    1:58
  • Ronaldo, o motivador
    3:23
  • Os "memes" do desempenho de Cristiano Ronaldo frente a Marrocos
    1:25
  • Cristiano Ronaldo: o melhor do jogo, o melhor do Mundial, o melhor do mundo

    Mundial 2018 / Portugal

    Apesar da prestação de Rui Patrício na defesa da baliza lusa, Cristiano Ronaldo foi eleito o homem do jogo, pela segunda vez consecutiva, depois de marcar o golo que deu a vitória a Portugal frente a Marrocos. O capitão português ofereceu à equipa os três pontos essenciais para a eventual passagem aos oitavos de final. Mas Ronaldo não fica por aqui. Contas feitas, CR7 é o melhor marcador do Mundial (4 golos em 2 jogos) e já marcou 85 golos por Portugal, feito nunca antes alcançado nem por Eusébio nem por Pauleta. No auge dos 33 anos, há quem diga que Ronaldo "é como o vinho do Porto". Será que ainda vai chegar à marca dos 100? Parece que, para o CR7, nada é impossível.

  • Parecia que Rui Patrício tinha cola nas luvas
    5:40
  • Os momentos descontraídos dos jogadores que estão no Mundial
    1:54
  • Selecionador de Marrocos queixa-se da arbitragem
    1:41
  • Georgina Rodriguez assistiu ao jogo de Portugal e acenou a Ronaldo
    1:05
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49