sicnot

Perfil

País

PSP fez 3.871 detenções durante os 3 meses da operação "Verão Seguro 2015"

PSP fez 3.871 detenções durante os 3 meses da operação "Verão Seguro 2015"

Durante a operação, a PSP fez 3.871 detenções e apreendeu armas, drogas e explosivos. A PSP aponta o aumento da sinistralidade nas estradas. Há menos mortes, mas mais acidentes e mais feridos. Paulo Flor, da PSP destaca por exemplo o grande número de atropelamentos mortais durante estes meses de verão.

A operação durou 3 meses e terminou na passada terça-feira dia 15. A PSP garante que, neste período de tempo diminuiu a criminalidade e a sinistralidade nas estradas. Morreram menos quatro pessoas do que no ano passado.

A polícia apreendeu mil e cem armas, 310 mil doses de vários tipos de droga, mais de 500viaturas e ainda 52 quilos de explosivos.

Das 3.871 detenções, quase metade foram por condução com álcool. As restantes por tráfico de droga ou furto.

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.