sicnot

Perfil

País

Subconcessões do Metro de Lisboa e da Carris assinadas hoje

O contrato de subconcessão do Metropolitano de Lisboa e da rodoviária Carris à empresa espanhola Avanza deverá ser assinado hoje, dia em que sindicalistas e trabalhadores do Metro realizam uma ação pública de protesto.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters


O secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro, revelou na semana passada que o acordo de subconcessão do Metro e Carris será assinado na quarta-feira.

A assinatura do acordo decorrerá de forma privada.

Hoje de manhã, sindicatos e trabalhadores do Metropolitano vão realizar, entre o elevador de Santa Justa e o Largo Camões, em Lisboa, uma "ação de denúncia pública e de repúdio" pela subconcessão das empresas.

"Entendemos assinalar este dia com a entrega de um lápis para, simbolicamente, dizer que a assinatura não tem qualquer valor, e com o compromisso de que voltaremos a seguir às eleições com a borracha para fazer cumprir aquilo que nos disseram [acerca] de anulação do contrato", disse à Lusa Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans).

A dirigente sindical lembrou que, na semana passada, PS, PCP e Bloco de Esquerda (BE) comprometeram-se, perante os trabalhadores e reformados do Metropolitano de Lisboa, a reverter o processo de subconcessão da empresa, caso exerçam funções governativas a partir de 04 de outubro.

Além da Fectrans, participam na iniciativa o Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos de Portugal, o Sindicato dos Trabalhadores da Tração do Metropolitano de Lisboa, e a Comissão de Trabalhadores do Metropolitano de Lisboa.

Lusa

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • Vulcão Etna em erupção
    1:34
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.