sicnot

Perfil

País

Bombeiros de Paço de Arcos cancelam aluguer de salão para conferência neonazi

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paço de Arcos decidiu cancelar o aluguer do seu salão para uma conferência onde deveria discursar um italiano alegadamente conotado com organizações neozanis paramilitares.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Carlos Barria / Reuters

Em comunicado, o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros de Paço de Arcos, Tiago Fernandes, relata que foi solicitado, como em muitas outras ocasiões, o aluguer do salão nobre, para a organização de eventos, conferências e festas, tendo sido erradamente comunicado que iria falar um ex-soldado de guerra da Ucrânia.

"Após diversas notícias com alguma conotação negativa, fazendo referência a ligações neo nazis na Europa, esta associação demarca-se de qualquer tipo de ideologia que incentive a violência e xenofobia", esclareceu Tiago Fernandes em nota enviada à Lusa, justificando que o cancelamento visou salvaguardar o bom nome da associação de bombeiros.

O anúncio do cancelamento por parte da Associação Humanitária surgiu depois de o Jornal de Notícias noticiar que Francesco Saverio Montana, um italiano radical de extrema-direita, ia discursar nos Bombeiros Voluntários de Paço de Arcos, numa conferência promovida por uma associação cujos elementos avançaram com uma petição contra a vinda de refugiados.

Lusa

  • Lei que permite a entrada de animais em espaços de restauração gera dúvidas
    2:23

    País

    A lei que permite a entrada de animais de companhia em estabelecimentos de restauração, que entrou hoje em vigor, está a gerar dúvidas para os proprietários. Até ao momento são poucos os estabelecimentos que aderiram e a previsão é para que assim continue. A DECO questionou 1800 pessoas sobre a presença dos animais nos restaurantes e apenas 25% votou a favor.

  • Trump arrasa restaurante que expulsou a sua assessora de imprensa

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, arrasou um restaurante da Virgínia que recusou servir a sua assessora de imprensa, Sarah Huckabee Sanders, escrevendo na sua conta de Twitter que o restaurante se devia concentrar na limpeza dos seus toldos e portas "imundos".