sicnot

Perfil

País

Clínicas para colonoscopias comparticipadas passam de 2 para 37 na Grande Lisboa

Clínicas para colonoscopias comparticipadas passam de 2 para 37 na Grande Lisboa

As clinicas para a realização das colonoscopias vão passar de 2 para 37 nas zona da Grande Lisboa. Depois das filas que obrigavam centenas de pessoas a esperar horas por uma senha, o governo concluiu esta quarta feira o concursos para a realização deste tipo de exames essencial para a deteção do cancro de intestino.

  • 15 horas à espera de uma senha para marcar colonoscopia
    4:34

    País

    Cerca de 400 pessoas, a maioria idosos, esperaram várias horas à porta da Clínica de Santo António, na Reboleira, para conseguirem uma senha que lhes permita marcar uma colonoscopia com anestesia comparticipada pelo Serviço Nacional de Saúde. O primeiro utente a receber senha estava na fila há cerca de 15 horas, desde as 4 da tarde de ontem. Foram entregues 320 senhas, de fora ficaram mais de 50 pessoas.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.